Notícias

Japonês da Federal usará tornozeleira eletrônica

Japonês da Federal usará tornozeleira eletrônica

Japonês da Federal usará tornozeleira eletrônica -Foto: Veja

Preso na última quarta-feira (8), Newton Ishii colocará tornozeleira eletrônica para cumprir a pena de 4 anos e 2 meses em regime semiaberto.

O policial federal Newton Ishii, conhecido como o Japonês da Federal, coloca nesta sexta-feira (10) tornozeleira eletrônica para cumprir a pena de quatro anos e dois meses por facilitar a entrada de contrabando no País. A pena será cumprida no regime semiaberto harmonizado, ou seja, o agente ficará em casa com algumas restrições judiciais. Ele também ficou conhecido por acompanhar a escolta de presos na Operação Lava Jato.

De acordo com a decisão, o agente não poderá sair de Curitiba e Região Metropolitana sem autorização da Justiça. Ele deverá ficar em casa entre 23h e 5h durante a semana e está impedido de sair nos fins de semana. O “japa” continuará ocupando um cargo interno na PF, mas não foi especificada a sua função.

Ishii se apresentou espontaneamente na Superintendência da PF da capital paranaense ao saber da Operação Sucuri, que descobriu envolvimento de agentes na entrada de contrabando no País pela fronteira.

Citação na Lava Jato

O nome de Newton Ishii também foi citado em meio à Operação Lava Jato na gravação que levou à prisão o senador cassado Delcídio Amaral, em Brasília.

No áudio, o parlamentar conversava com o chefe de gabinete dele, Diogo Ferreira, o advogado Edson Ribeiro e o filho do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, Bernardo, sobre um plano de fuga para Cerveró, que estava preso na carceragem da PF em Curitiba.

O agente é citado quando o grupo discute quem estaria vazando informações para revistas. Delcídio fez referência a um policial como “japonês bonzinho”, que seria o responsável pela carceragem. A PF disse que iria apurar se o nome citado na conversa era o do agente.

Do Brasil 247.

Deixe um Comentário!