Notícias

Grupo fascista invade a UnB e agride alunos

Grupo fascista invade a UnB e agride alunos

Grupo fascista invade a UnB e agride alunos – Foto: Reprodução

Grupo fascista invadiu a Universidade de Brasília (UnB) no último dia 17 e ameaçou alunos da universidade que apoiam o indicativo de greve dos professores, aprovado em apoio à presidenta Dilma Rousseff.

 

 

Saiu no Globo:


Contra greve, manifestantes ofendem alunos da UnB

Alunos da Universidade de Brasília (UnB) foram ameaçados e sofreram ofensas homofóbicas por cerca de 20 pessoas na noite desta sexta-feira. Em rápido protesto até a chegada da segurança da universidade, os manifestantes gritavam palavras de ordem contra o indicativo de greve dos professores, aprovado em solidariedade à presidente afastada Dilma Rousseff, e contra os estudantes.

O grupo tem um perfil diferente dos alunos: pessoas mais velhas, com roupas pretas e bandeiras do Brasil. A segurança da UnB havia sido chamada pelo barulho que os manifestantes faziam, e que atrapalhava as aulas. Estudantes foram chamados de “maconheiros”, “vagabundos” e “gays safados”. Uma pequena bomba chegou a ser disparada e os seguranças tiraram o grupo da universidade. Vídeos do momento circularam nas redes sociais.

(…)


[color-box color=”white”]NP

 

 

O ódio não pariu estes grupelhos fascistas. A onda fascista é que pariu o ódio. Basta ver quem são os revoltados e a quem eles se dirigem como seus heróis: Bolsonaro e Sérgio Moro.

É impensável que isto esteja acontecendo no Brasil, sobretudo numa academia, onde se espera que existam homens plenos (hominem augere).

Tudo é construção. Onde estariam Moro e Bolsonaro que não disseram uma vírgula sobre o assunto? Isso não vai parar por aí! [/color-box]

5 Comentários

  • Nenhum nem outro grupo tem razão, estudante não faz greve pelo simples fato que eles não trabalham então tem que estar estudando, adquirindo conhecimento até pelo respeito aos impostos que estão pagando sua formação . E por outro lado esses babacas também não são donos da verdade e nem foram eleitos pra definir quem pode, onde pode e sobre o que se pode protestar…Tem que parar com essas palhaçadas e começar a trabalhar

  • Quem incitou o ódio e a violência pelos quatro cantos do país foi o PT. Fascismo são os milhões de desempregados, que essa seita do mal deixou no Brasil. Infelizmente, quem teria por obrigação de passar conhecimento acadêmico, hoje são meros militantes do PT pregando o comunismo dentro das universidades.

  • Concordo com você Jeremias. O PT quando é a favor dele pode fazer miséria quando contra é fascista ,nazista .Temos que ter uma reforma Politica Verdadeira e seria no Brasil. FORA aos Corruptos e oportunistas de plantão no Brasil.
    Hoje temos DOZE MILHÕES DE DESEMPREGADOS ENDIVIDADOS E …….. TODOS OS CORRUPTOS NA CADEIA DE LULA A CUNHA,RENAM<DILMA<JAQUES WAGNER<SARNEI E………….FORA

  • A população n aguenta mais a situação em que o país se encontra por causa do PT o que esse zé povin de esquerda fizeram com o país. Sou do RJ, Niterói, e vejo na UFF como parasitas cotistas são influenciados literalmente por uma ideologia burra que o PT vem implantando. Com um pouco de conhecimento, informação essas pessoas sairiam da inércia, mas nem isso procuram! Parabéns aos manifestantes que foram na UnB. Chega de hipocrisia! Esse papinho de homofobia n vai colar mais, nem com a mídia tendenciosa a favor. ESSA PUTARIA acabou! Quero ordem. Quero progresso!

  • as universidades públicas não devem servir de palanque político, nem escada para candidatos, olha só a unb apoiar a dilma ou até mesmo o Temer, é muito não ter o que fazer, precisamos de pensadores que se formem e trabalhem em prol do Brasil e não de blocos políticos. TRABALHEM PELO BRASIL, O BRASIL É MUITO MAIOR QUE ISSO!

Deixe um Comentário!