Blog do Mailson Ramos Brasil

O Brasil tem jeito? Sim. Com o povo nas ruas

O Brasil tem jeito? Sim. Com o povo nas ruas

O Brasil tem jeito? Sim. Com o povo nas ruas – Foto: Marcos Corrêa

Muitas pessoas costumam dizer que o Brasil não tem jeito. Mas estão acomodadas em suas casas, dispostas a reclamar sobre os erros e só. Com o povo nas ruas, a coisa seria bem diferente.

Aqueles que colocaram a camisa da seleção e foram às ruas pelo impeachment da presidenta Dilma Rousseff queriam essencialmente uma coisa: manter os privilégios de sua classe, em detrimento dos programas sociais e políticas públicas desenvolvidas pelos governos petistas para beneficiar os mais humildes.

Bateram panela, reclamaram, saíram às ruas, disseram que não pagariam o pato. E foram os responsáveis pela ascensão de Michel Temer ao poder, com o afastamento de Dilma. Temer montou um governo de corruptos, mas qual é o problema? A agenda neoliberal e de desmonte está sendo colocada em execução. Isso basta.

Basta para eles. O povo precisa questionar!

O país deve aceitar as definições políticas da elite paulista, formada por um punhado de empresários sonegadores? Os trabalhadores devem se resignar com os cortes que pesam sobre seu lombo e aceitar os reajustes, como o do Judiciário, que nos impõe um impacto de R$ 6,9 bilhões até 2019, elevando o teto salarial de R$ 33.763 para R$ 39.293? Onde está a crise? A crise deve atingir apenas os trabalhadores e as suas famílias?

Se o povo não for às ruas contra este governo, pagará um preço muito alto pelo desmonte e pela diminuição do Estado. Para que a mão do poder público jamais alcance aquele que dele necessita – os mais pobres perdidos nos rincões deste país continental. Não reagir aos cortes é compactuar com esta política que exclui e se define pelo sacrifício do mais necessitado.

O que Temer e a sua turma querem é diminuir a ação dos programas sociais, reduzindo-os com a desculpa de privilegiar os mais pobres; depois vai desestatizar as empresas públicas, exigir mais sacrifícios da classe trabalhadora para encher as burras dos empresários que com ele se reuniram no Palácio do Jaburu para conspirar contra Dilma.

A receita deste governo é como aquela velha história do FHC: inchar o bolo, para depois dividir; ora, o pedaço dos pobres jamais foi distribuído. Como naquela época, o carro-chefe do governo será privatizar, retirar da Petrobras a obrigação de ser a única exploradora do pré-sal para entregá-lo às petrolíferas estrangeiras como Chevron e Shell. Este governo será uma máquina de destruir, caso a Dilma seja afastada permanentemente.

Como moeda de dois lados, o governo interino é entreguismo, mas também desmonte: da EBC, do Minha Casa Minha Vida, do Bolsa Família, do Prouni e até mesmo do abono salarial. Não duvidem: a CLT vai ser rasgada ao meio como foi a Constituição Federal; propõe-se legislar sobre o legislado, ou seja, rediscutir aquilo que está estabelecido por lei desde o trabalhismo de Vargas.

E o povo, que assiste inerte à destruição, extasiado pelo canto da sereia de que este é um governo de salvação, jamais procurou saber a quem ele quer salvar; não é ao povo, certamente. Este governo de salvação pretende é se salvar da Lava Jato. E se o povo tomou conhecimento das gravações de Sérgio Machado, que descortinaram a corrupção do PSDB e do PMDB, o que está esperando? É hora de ir às ruas! Sempre é hora de ir às ruas reivindicar.

Mesmo aqueles que não querem o retomo de Dilma podem ir às ruas reivindicar o seu direito como eleitor. Sem novas eleições, não haverá repactuação. Se Dilma e Temer não têm condições de governar, que o povo decida: assim é na democracia. E ela só será restituída novamente com a decisão popular. Do contrário, meus amigos e amigas, só haverá sacrifício (para o trabalhador), desmonte e entrega.

4 Comentários

  • Não somos contra os avanços sociais que houve, somos contra a enganação do povo, que só oferecer migalhas ao vento, firmou uma quadrilha sorrateira para roubar o país para perpetuar no poder. Só não vê quem não quer. Agora, nenhum desses políticos atuais tem gabarito para mudar o Brasil. Seria necessário um tisdunami ou outra coisa semelhante para levá-los para onde eles deveriam ir. Não escapa um.

  • Sim, com o Povo nas Ruas, CONCORDO, todos os Brasileiros, precisamos estender mais Bandeiras nas nossas portas; e mostrar a nossa indignação com o que ocorre a nossa frente.

  • É… infelizmente ‘Mailson’ mais uma vez tem razão e vai direto ao ponto…
    E como NÓS BRASILEIROS somos ‘cordeirinhos’ (sempre na boa e na paz)… possivelmente, quase certo, que ‘ACEITAREMOS’ tranquilamente mais essa ‘trampolinagem’ dos ‘eternos politiqueiros de plantão’ empoleirados nos ‘poleiros do poder desse reinado chamado Brasília’, e, mais uma vez veremos o ‘País’ ser entregue aos ‘interesses financeiros e industriais’ totalmente avessos ao bem estar do ‘sofrido povo brasileiro e à preservação da grande riqueza do País e do meio ambiente, com uma exploração adequada e consciente, com os resultados advindos direcionados à melhoria de vida da população (mais carente), via ‘BOA EDUCAÇÃO PARA TODOS, SAÚDE BEM CUIDADA, SANEAMENTO BÁSICO, ETC. ETC.”!!!
    Infelizmente… é isso aí!… A menos que haja uma ‘reação pra valer’ (com o povo nas ruas, até a expulsão total) de ‘todos os mafiosos’ do nosso congresso e da politicagem em geral. não haverá jeito mesmo para o Brasil.

Deixe um Comentário!