Notícias

Por ordem de Aécio, manipulou-se documentos de CPMI

Por ordem de Aécio, manipulou-se documentos de CPMI

Por ordem de Aécio, manipulou-se documentos de CPMI – Foto: Guilherme Amado/Agência O Globo

As 46 caixas de documentos da CPMI dos Correios, a pedido de Aécio, foram manipuladas dois dias antes de Janot pedir abertura de inquérito contra o senador.

Saiu na Coluna do Lauro Jardim:


STF determina lacração de documentos da CPMI dos Correios sob investigação

O ministro Gilmar Mendes, do STF, determinou, atendendo a pedido da Procuradoria-Geral da República, a lacração dos documentos do arquivo da CPMI dos Correios, de 2005, que foram manipulados dois dias após Rodrigo Janot pedir a abertura de um inquérito para investigar a suposta participação de Aécio Neves, Carlos Sampaio e Eduardo Paes numa tentativa de maquiagem de dados do Banco Rural na CPMI, conforme disse Delcídio Amaral em sua delação premiada.

Após a coluna mostrar fotos da movimentação das caixas, o Senado afirmou que houve o transporte de 46 caixas do arquivo da CPMI entre o Arquivo e a Coordenação de CPIs, a pedido de Aécio, em ofício enviado no dia 3 de maio.

Aécio afirma que seu objetivo era o de recolher elementos para a sua defesa.

Em sua decisão, Gilmar pede que sejam entregues uma cópia deste ofício e ainda as imagens das câmeras de segurança do Senado das áreas por que passaram as caixas.

Segundo o Senado, em nenhum momento pessoas de fora do setor tiveram acesso aos documentos.


3 Comentários

Deixe um Comentário!