Notícias

Site australiano escracha Bolsonaro

Site australiano escracha Bolsonaro

Site australiano escracha Bolsonaro – Foto: Fabio R. Pozzebom/ ABr

O site de notícias News, da Austrália, publicou matéria em que compara o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) ao pré-candidato à presidência dos EUA, Donald Trump.

O título do artigo na barra do navegador escracha: “Jair Bolsonaro: pré-candidato à presidência do Brasil é racista, sexista e homofóbico”. O artigo inicia com uma comparação nada comum; para o autor, Gavin Fernando, Bolsonaro é muito pior do que Trump.

Senhoras e senhores, conheçam o Donald Trump do Brasil.

Pensando bem, isso não é justo com Trump. Ao lado de comentários do congressista brasileiro Jair Bolsonaro, a observação infame de Donald Trump sobre “construir um muro para manter os mexicanos fora” é suave como uma cantiga para crianças.

Há uma longa lista de declarações que explicam a notoriedade do ultraconservador Bolsonaro.

Ele apoia abertamente a tortura. Faz também uma avaliação positiva da brutal ditadura militar que governou o Brasil por mais de duas décadas. E frequentemente faz manchetes com observações depreciativas sobre negros, gays e mulheres.

O artigo aborda as confusões em que Bolsonaro já se meteu por seu estilo indecoroso. Um dos embates mais marcantes de Bolsonaro foi contra a deputada Maria do Rosário (PT-RS) que foi agredida verbalmente por ele em 2011.

A exagerada propaganda de mídia em torno Bolsonaro se iniciou há cerca de um ano e meio, depois que seus comentários grosseiros feitos à deputada Maria do Rosário foram televisionados.

Maria do Rosário protestava contra as violações dos direitos humanos cometidas durante a ditadura militar e apoiadas publicamente por Bolsonaro – violações estas que incluíam tortura, estupro e assassinato.

“Fique aqui, Maria do Rosário”, disse ele. “Há alguns dias, você me chamou de estuprador. “E eu disse que não iria estuprá-la porque você não é digna.”

A deputada ficou indignada e se retirou imediatamente do plenário. “Eu fui atacada como mulher, como um membro do Congresso, como uma mãe”, disse ela. “Quando eu voltar para casa, terei que explicar isso para a minha filha.”

O artigo finaliza com a constatação de que alguém tão conservador pertencia a um partido chamado de progressista.

A maior ironia de tudo?  O grupo político de Bolsonaro é chamado de “Partido Progressista”.

(Atualmente Bolsonaro é do PSC, não menos diferente do que o PP, entretanto, muito mais conservador).

5 Comentários

  • No mínimo o cara tem coragem de botar a cara na rua 2 anos antes das eleições, porque até avião de candidato já foi derrubado por conta de eleição. Se o cara tivesse algum problema com corrupção com certeza já teriam jogado na mídia, já que não tem o que resta é pegar qualquer merda que ele fale e cair em cima, ele fala demais mesmo, mas quando chegar as eleições de 2018 e os outros candidatos que estão escondidos ( exceto lula pq tá sendo caçado mesmo aí tem que está em evidencia pra se fazer santo) aparecem aí nos debates veremos as propostas de cada um. No momento bolsonaro vive atacando os adversários, isso o mantém na mídia e também aumenta o número de inimigos, expõe poucas propostas, mas pouco já é muito comparado aos que estão escondidos e só vão aparecer em 2018.

  • A política e os políticos no Brasil, em geral, são tão flagrantes e facilmente desmascarados em seus interesses pessoais, que a falta gritante de opção gera anomalias como a possibilidade de alguém como Bolsonaro, ser visto como uma optação política à Presidência.

    • Se por anomalia você entende um pessoa correta, sem nenhum caso de corrupção, fraude, ou maracutaia, e que vai ser o Futuro presidente. Eu concordo
      #BolsonaroPresidente

Deixe um Comentário!