Brasil Opinião

Só o Brasil sabe como rasgar 54.501.118 votos

Só o Brasil sabe como rasgar 54.501.118 votos

Só o Brasil sabe como rasgar 54.501.118 votos – Foto: Reprodução

Num país em que Sarney e Cunha são conclamados a voltar ao poder, não há mais salvação. Só o Brasil sabe como rasgar e jogar no lixo 54.501.118 votos.

Nossa Política publica artigo extraído do Blog do Mário Magalhães:


República de bananas é país que rasga 54.501.118 votos

O tal Waldir Maranhão levou mais bordoadas em um dia do que Eduardo Cunha em quinze meses como presidente da Câmara.

Adjetivos corrosivos e substantivos pejorativos, empoeirados pela falta de uso, dardejaram o deputado que ousou declarar ilegal e ilegítima a sessão da Câmara que deu sinal verde ao impeachment da presidente constitucional Dilma Rousseff.

Denunciaram a “manobra” do obscuro Maranhão, mais tarde revogada, tamanha a fuzilaria contra ele.

As manobras infindáveis, manjadíssimas e inescrupulosas de Cunha para depor a governante eleita pelo voto popular não foram tratadas assim.

Dois pesos, duas medidas. E uma hipocrisia do tamanho do mundo.

Dos mais pedantes aos mais histriônicos, muita gente proclamou em coro que Waldir Maranhão, presidente interino da Câmara, transformou o país numa república de bananas.

Perdão pela obviedade ululante, mas é preciso dizer: uma das características essenciais das velhas republiquetas bananeiras latino-americanas era _e é_ o desprezo pela soberania do voto popular.

Ganhou na urna? E daí? A preferência dos eleitores era _é_ constantemente sufocada por transações e interesses avessos à democracia.

Eduardo Cunha, com mandato de deputado federal suspenso pelo STF, apressou-se em declarar “absurda” e “irresponsável” a decisão de Maranhão.

Cunha, quem diria, pegou mais leve do que alguns operadores em surto.

Em tons diferentes, reafirmou-se a ampla coalização pró-impeachment, que vai de Eduardo Cunha aos que juram não ter uma só convicção em comum com o belzebu.

Bastou verem ameaçado o golpe de Estado em curso _impeachment sem prova de crime é golpe_ que certo pessoal falou como viúva de Cunha.

Estranho país, onde vicejam viúvas da ditadura e viúvas de Eduardo Cunha.

Não só: ao avacalharem o governador do Maranhão, Flávio Dino, revelaram-se também viúvas de José Sarney e sua família.

Para quem não sabe, se isso é possível: os Sarney conspiraram ativamente pela derrubada de Dilma.

Assim caminhamos: parlamentares acusados e suspeitos dos crimes mais cabeludos, associados a um empresariado historicamente corruptor, estão na bica para depor uma mulher honesta e honrada.

Legitimada por 54.501.118 votos.

E o problema é o Waldir Maranhão…


3 Comentários

  • Realmente, é fato incontestável, foram muitos que a elegeram, entretanto, sua gestão está um desastre, suas escolhas não foram certas, muitos menos felizes. Os mesmos que a elegeram estão hoje na mendicância, sobrevivendo com as suas esmolas. Os pais de famílias não têm mais de onde tirar o pão diário, a nossa vida está um caos, as empresas estão fechando. E viva a democraria, pois se escolhemos errado temos o direito de corrigir o erro.
    Não diria que aquele que está por vir vá consertar alguma coisa, pois o desastre foi total, entretanto, fique ele certo que também estaremos de olho. Infelizmente, não nos restam opções melhores pois o sistema está podre e totalmente corrompido. Só Deus nos vale e é só Nele que podemos acreditar.

  • O GOLPE, já está concretizado, SOMOS MESMO UM REPUBLIQUETA DE BANANAS, por isso , BANDIDOS travestidos de políticos, rasgam 54 milhões de votos com a conivência do STF, hoje eu tenho VERGONHA DE SER BRASILEIRO. Só uma certeza eu tenho, a PRESIDENTA DILMA É mais HONESTA, que todos esses RATOS JUNTOS.

Deixe um Comentário!