Notícias

Confisco de contas e outras mentiras no Whatsapp

Confisco de contas e outras mentiras no Whatsapp

Confisco de contas e outras mentiras no Whatsapp – Foto: Reprodução

Com desavergonhada recorrência, alguns usuários do Whatsapp divulgam áudios afirmando que a presidenta Dilma confiscará contas bancárias dos brasileiros.

Saiu no Diário Gaúcho:


Áudio no WhatsApp diz que Dilma vai confiscar a poupança. Saiba como surgiu o boato

Um áudio gravado e enviado via WhatsApp se espalhou pelas redes sociais e mexeu com um dos grandes traumas da população brasileira: o confisco das cadernetas de poupança, fato que ocorreu no governo Collor, em 1990.

O alerta é para esta sexta-feira, dia 15 de abril. Na gravação, um homem se identifica como major Duarte, presidente do Grupo Gedobam, uma empresa verdadeira que faz treinamento em segurança no Rio de Janeiro. Ele pede atenção para a informação que afirma ser confidencial.

“Os senhores que ainda têm uma certa quantia em banco, em conta corrente, em caderneta de poupança, retirem todo o seu dinheiro. Retirem o dinheiro de vocês do banco. Golpe de Estado! A Dilma vai passar a mão em todo o dinheiro da conta corrente e da caderneta de poupança no dia 15.”

Leia também:

No áudio, de pouco mais de um minuto, ele fala que a informação vem dos Estados Unidos. O homem ainda afirma que uma revolução está em andamento em São Paulo e que uma guerra civil será instaurada no país.

A verdade por trás do boato

Mensagem idêntica, com a mesma data do suposto confisco, foi lançada nas redes sociais em 2015, apenas com a origem da informação diferente. Já o novo áudio foi gravado e enviado há quatro meses dentro do grupo de WhatsApp criado pelo Major Ronaldo Duarte, diretor do Gedobam — Centro de Treinamento Especializado.

A origem ainda não foi identificada. Indignado por ter seu nome envolvido na farsa, o verdadeiro major Duarte quer punição aos responsáveis.

— Obviamente, é tudo falso, jamais enviei isso. O caso já está na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática do Rio de Janeiro. Eles chegarão aos responsáveis — afirma o major.

PS do Nossa Política: Hoje (14), alguns amigos enviaram mais um áudio destes que vez por outra caem no celular, sem que se saiba a sua procedência. Nele, um usuário falava novamente no confisco de contas bancárias e numa provável guerra civil. Para os desavisados, a Constituição proíbe o confisco de contas bancárias. E a presidenta Dilma, em janeiro deste ano disse que são boatos infundados para lançar a opinião pública contra o seu governo. Abaixo dois exemplos de áudio que colocaram o terror na população:

As pessoas que gravam este tipo de áudio e espalham pela internet deveriam saber que isso é crime e, a partir de agora, com o sistema de criptografia do aplicativo, ficou mais fácil descobrir qual a origem da mídia.


Deixe um Comentário!