Notícias

Lula deve se tornar ministro do governo Dilma, diz colunista

Lula deve se tornar ministro do governo Dilma, diz colunista

Lula deve se tornar ministro do governo Dilma, diz colunista – Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

Segundo informações da colunista Mônica Bergamo, o ex-presidente Lula deve aceitar o convite da presidenta Dilma para o cargo de ministro Chefe da Casa Civil.

Saiu na Folha:

***

Lula deve aceitar convite de Dilma para ser ministro

O ex-presidente Lula deve aceitar o convite da presidente Dilma Rousseff para ser ministro.

A informação foi confirmada por um dos principais assessores da presidente.

Ele deve se encontrar com Dilma amanhã, em Brasília, para discutir as várias possibilidades de se integrar ao governo.

O petista pode ir para a Casa Civil, no lugar de Jaques Wagner, ou para a Secretaria de Governo, no lugar de Ricardo Berzoini.

A segunda opção é tida como mais provável já que, no cargo, Lula não se envolveria em questões burocráticas, ficando livre para a sua principal missão: negociar com o PMDB para evitar o desembarque do governo e a abertura de um processo de impeachment contra a presidente.

A ida de Lula para o governo expectativa é considerada pela equipe de Dilma como a última cartada para evitar um processo de impeachment contra ela.

Um outro efeito da nomeação é que, no ministério, Lula ganhará foro privilegiado, o que impediria que ele seguisse sendo investigado por procuradores em São Paulo e também na Lava Jato em Curitiba.

As investigações sobre o ex-presidente seriam deslocadas para a Procuradoria-Geral da República, em Brasília, e supervisionadas pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

Para se defender da acusação de que Lula, na verdade, estaria fugindo da Justiça, dirigentes do PT já usam o argumento de que os ministros do STF, que passarão a comandar as investigações do ex-presidente, são os “juízes dos juízes”, em tese os mais capazes do país e que podem inclusive reformar decisões do próprio Moro.

Conforme a coluna informou na terça passada (8), o PT lançou a ideia logo depois que ele foi conduzido coercitivamente para depor, por decisão de Moro.

A nomeação de Lula para um ministério gera polêmica até mesmo entre seus seguidores. Assessores próximos do ex-presidente são contra. Aliados políticos, como o prefeito Fernando Haddad e o presidente do PT, Rui Falcão, defendem enfaticamente que ele aceite.

O ex-presidente teria ficado mais à vontade para aceitar o convite depois que a juíza Maria Priscilla Veiga Oliveira, da 4ª Vara Criminal da Capital, não aceitou o pedido de prisão dele, transferindo a decisão para Curitiba, onde o petista é investigado na Operação Lava Jato.

***

Deixe um Comentário!