Notícias

Até onde chegou a Lava Jato: Operação Acarajé!

Até onde chegou a Lava Jato: Operação Acarajé!

Até onde chegou a Lava Jato: Operação Acarajé! – Foto: Reprodução

Como se sabe, na cabeça do Moro, a Lava Jato anda para frente, o que significa o rolo compressor sobre tudo aquilo que tem ligação com Lula e Dilma.

Para auxiliar o Gilmar, no TSE, a caçar o mandato de Dilma.

Se não for assim, de que maneira mais seria?

O site Nossa Política reproduz artigo de Paulo Henrique Amorim, no Conversa Afiada:


João Santana: Moro tenta salvar Gilmar

Como se sabe, a Lava Jato será eterna!

Vai durar tanto tempo quanto necessário para derrubar a Dilma, todos os seus sucessores trabalhistas, enquanto mantém o José Dirceu em prisão perpétua.

Claro, o Lula será preso antes da Semana Santa!

E do catre só sairá quando delatar o Jacó Bittar!

Agora, temos 2.223ª fase da Lava Jato.

O objetivo é fazer o João Santana, que tentou, inutilmente, saber o que havia contra ele, municiar o Ministro (PSDB-MT) Gilmar no TSE.

Demonstrar que a Dilma e o Temer foram eleitos com dinheiro roubado – da Petrobras, de Pasadena, de Angola, do Donald Trump e do Cazaquistão.

E tornar o “julgamento” do TSE no verdadeiro processo de impítim, que fracassou.

Gilmar conseguiu!

Moro o recolheu do ostracismo!

Absolvido – sempre ! – pelo Janot, Aecím assumirá, breve, a Presidência.

A posse será no salão principal de Furnas!

E ele nomeará a irmã da Mirian Dutra Ministra da Comunicação Social!

Em tempo: a Polícia Federal escarnece, de novo: chama a 2223ª etapa de “Operação Acarajé”, porque Santana é baiano. Eles são muito engraçados, não? Que imaginação! Que talento! Pagam tributo à inteligência do chefe, o zé.

Em tempo2: a próxima fase da Lava Jato se chamará Vana: a Polícia do zé vai entrar no Alvorada para algemar a Dilma! Ele fica para 2224ª fase da Operação: será a “Operação Toca Piano”…


1 Comentário

  • Até concordo que alguns procedimentos sejam questionados (ou melhor, questionáveis), mas, acreditar e defender a inocência de Lula, Dilma, Temer, Renan, …, e tantos outros, aí já é pedir muito, não?

Deixe um Comentário!