Opinião

Nova batalha contra empreiteiras, por André Araújo

Nova batalha contra empreiteiras, por André Araújo

Nova batalha contra empreiteiras, por André Araújo

André Araújo revela como a força-tarefa da Lava Jato abrirá frente contra as empreiteiras brasileiras e todo o capital que elas acumularam internacionalmente.

No GGN:

Segundo matéria de O Globo de hoje, o grupo da Lava Jato irá abrir frente contra empreiteiras brasileiras que fizeram obras no exterior por supostos pagamentos de subornos a autoridades estrangeiras, o que vai causar furor político nesses países, já citados o Peru.

Obviamente essa nova frente vai liquidar com a capacidade de empresas brasileiras obterem obras fora do Brasil, deixando o campo aberto para empreiteiras chinesas, coreanas, tailandesas, indonésias, turcas, sauditas, malaias, portuguesas, espanholas, russas, ucranianas, todas listadas no ranking das 500 maiores do mundo da revista americana Engeneerging News Record, já que não se tem informação de que os Governos desses países, onde têm sede essas empreiteiras, estejam fazendo campanha contra suas próprias empreiteiras.

Quando existe campanha anticorrupção contra contratantes de obras publicas, quem acusa são os Ministérios Públicos dos países onde essas obras são executadas, e nunca o Pais sede das empreiteiras. Não é normal Governos darem tiro nas suas próprias empresas que atuam no exterior, ao contrario, os Governos apoiam essas empresas para conseguir obras e se expandirem fora de seus territórios. A expansão é vista de forma benéfica para o país sede, gera negócios, divisas, presença econômica e diplomática, abre oportunidades de emprego para engenheiros e técnicos.

Auto mutilação de empresas nacionais será uma novidade que o Brasil apresenta ao mundo, é como aquele pai que entrega o filho à policia. A cruzada moralista paranaense continua a produzir estragos à economia brasileira. Agora no exterior, evidentemente vão pedir apoio de seus colegas nos países onde atuam as empreiteiras brasileiras para, assim, ferrá-las em duas frentes, para não deixar pedra sobre pedra na expansão dessas empresas, atacadas aqui e lá fora.

A expansão das empreiteiras brasileiras começou no Governo Militar com a Mendes Junior executando grandes obras no Iraque, depois a Mendes foi à Mauritânia e Argélia. A Odebrecht fez obras em 30 países e é a maior empreiteira de Angola, onde responde por 10% do PIB. A Andrade passou a operar na África através de uma construtora portuguesa por ela adquirida, outras medias também passaram a atuar no exterior. As empreiteiras brasileiras costumam  ser bem recebidas no exterior por sua capacidade de adaptação a países menos desenvolvidos, pela experiência acumulada no Brasil especialmente em hidrelétricas e rodovias em solos frágeis.

Essa presença brasileira significou a exportação de materiais e equipamentos brasileiros e a construção do renome da engenheira brasileira como competitiva de boa qualidade técnica, o que não algo tão comum em construtoras oriundas de países emergentes.

Agora, o Ministério Público se encarregará de liquidar esse capital acumulado em 30 anos de atividades fora do Brasil.

1 Comentário

  • …. Tinha que ser assim os “cumpadis sempre se locupletam”. Enquanto isso, a MANSÃO DOS Marinhos…., sem titularidade, em área de preservação ambiental, cai no esquecimento!
    Como o requentar NOTI-FACCIOSO PORRADÃO! Já não idiotiza mais os deprevenidos, ou aquela “manada de zumbis ou acéfalos”, esvaziou e a grande massa desimbestada murchou! Então prá ficarem na MÍDIA, agravam-na mais ainda! Como? Destruindo o que restou! E aí, sonoramente gritam! ÔÔ….DAR-SE!
    E assim, o pau que bate em Chico…., só bate em chico mesmo! Pois os “FRANCISCOS PLATINADOS”, continuarão impunes, livres, leves e soltos, comendo, bebendo e morando suntuosamente às nossas custas e em diferentes endereços, nababescamente e à desfrutarem do melhor desta terra!
    A pergunta que não quer calar! Com o agravamento desta insana, absurda, irresponsável e inconseqüente Crise! Haverá ainda impostos para pagar os altos salários dos “MEDALHÕES” ou daqueles, cujos “PAUS” só batem nos CHICOS, mas jamais nos FRANCISCOS?
    Tão querendo ser, “mais realistas que o rei”! Esse “Estrelismo, esse Vedetismo nos levará fatalmente ao agravamento, e com mais empobrecimento a um conflito social sem precedentes!
    O bom sempre foi o inimígo do ótimo! A corrupção, a maracutaia, o “jôgo de cumpadis”, ou seja lá, o codinome, que queiram dar, não é invenção brasileira. Os bobalhões tão fazendo exatamente o que os Americanos, os grandes grupos econômicos querem! Quanto pior para o BRASIL, melhor para eles!
    Há algum tempo atrás os Americanos queriam internacionalizar a Amazônia, e segundo alguns noticiários da época eram até ensinados que aquela grande parte Norte e centro oeste do Brasil eram deles! Pelo visto e como os inocentes úteis, tratam e julgam nossas mazelas eles levarão não só aquela grande parte, mas também todo o Brasil e nos escravizarão ainda mais, como os Egípcios fizeram com os Hebreus!
    O “maldito complexo de vira-latas” nos leva sempre a querer ser o “melhor em tudo” ao invés de sermos prágmáticos e sanar bem, parte por parte!
    Quem sobreviver verá!
    DEUS SALVE O BRASIL!

Deixe um Comentário!