Blog do Mailson Ramos

Margrit, a funcionária fantasma, é contra a corrupção

Margrit, a funcionária fantasma, é contra a corrupção

Margrit, a funcionária fantasma, é contra a corrupção – Reprodução

O falso moralismo é uma piada pronta. Margrit, funcionária fantasma do Serra e irmã de Mirian Dutra, foi às manifestações pelo impeachment de Dilma. Ela pedia o fim da corrupção.

As manifestações pró-impeachment foram marcadas por um discurso de aversão à corrupção. Nada demais até aí. Convém dizer, porém, que muitas pessoas que ali estavam eram e são corruptas de marca maior. Algumas foram descobertas pouco tempo depois, outras tiveram a desfaçatez de aparecer de verde amarelo enquanto suas honras nadavam no lamaçal dos esquemas ilícitos.

manifestaçõesmanifestações

Podemos citar o exemplo do senador Agripino Maia (DEM-RN), que, mergulhado em esquema de corrupção na construção da Arena das Dunas, em Natal, arriscou posar em fotos com manifestantes em Brasília; ou o deputado Fernando Capez (PSDB-SP), o presidente da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), que está envolvido na Máfia da Merenda.

Mas o que chamou a atenção na última semana foram as revelações bombásticas de Mirian Dutra, jornalista da TV Globo, que teve um caso com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. As revelações chegaram até o gabinete do senador José Serra, onde batia ponto uma vez por mês e nada mais a irmã de Mirian, Margrit Dutra.

Funcionária do gabinete de José Serra, Margrit foi nomeada pelo então presidente FHC em 27 de março de 1995.

O Serra disse que Margrit trabalha num projeto sigiloso. Tão sigiloso que a mídia não ousou questionar. Ora, porque é o José Serra, do PSDB, aquele mesmo da tarja preta e que foi blindado em documentos da Lava Jato. Mais uma vez os “blogs sujos”, apelidados assim por Serra, descobriram que Margrit recebia um salário de marajá para bater o ponto e voltar para casa.

A ilibadíssima funcionária pública não perdia uma manifestação pró-impeachment e pedia a queda de Dilma, além de protestar contra a corrupção, é claro. Agora fica fácil perceber que a guerra contra a Dilma é para manter as mamatas e cessar tudo quanto é investigação.

O projeto sigiloso do Serra já não é segredo para ninguém: até as carpas do Palácio da Alvorada sabem que ele quer é entregar a Petrobras ao capital estrangeiro. O trabalho da Margrit é tão sigiloso que ela o faz em casa, longe do Senado.

E de vez em quando se arrisca a segurar um cartaz dizendo não ao que pratica todos os dias: a corrupção.

2 Comentários

  • Ora, esse partido é o mais corrupto ao lado do DEM e do pp,tanto que as armações pra esconder a Miriam Dutra foram boladas pela globo com a ajuda dos senadores do DEM,entre eles o Antonio Carlos Magalhães, o filho e o Jorge Borhausen tbm do DEM, estão em polvorosa, pois acasa caiu!!!Se nosso país tivesse um judiciário sério ,isso seria investigado a fundo, pois isso aí é só o fio da meada!!

  • Mas isso é óbvio, a maioria são assim, a Globo sabia de tudo afinal amante do FHC funcionaria e eles tiveram a cara de pau de dizer que os assuntos pessoais não eram de sua responsabilidade,os reis da ética, mas vai ser hipócrita assim la no inferno, nem diabo aguenta!!!

Deixe um Comentário!