Notícias

O último tiro de Gilmar Mendes e Sérgio Moro

O último tiro de Gilmar Mendes e Sérgio Moro

O último tiro de Gilmar Mendes e Sérgio Moro – Foto: Wilson Dias/ Agência Brasil

A decisão do TSE sobre o futuro da chapa Dilma/Temer não será surpresa para quem conhece os passos de Gilmar Mendes, um partidário antipetista de primeira linha.

Gilmar Mendes disse que o PT instalou uma cleptocracia no Brasil; distante da lisura e imparcialidade de um ministro da Suprema Corte, ele expõe seu partidarismo de modo vexatório; incontáveis são os momentos em que ele se esqueceu de exercer sua função para atacar o PT e proteger os seus algozes.

Durante a votação da ADI (Ação Direta de Inconstitucionalidade) que decidia sobre o futuro das doações empresariais para campanhas eleitorais, em meados de setembro de 2015, Gilmar Mendes passou longas três horas para proferir seu voto, momento em que aproveitou para atacar o PT e dizer que as doações empresariais não eram a origem da corrupção.

Neste mesmo dia, de modo truculento, discutiu com o ministro Ricardo Lewandowski e saiu desembestado da sessão por não concordar que o advogado Cláudio de Souza Pereira Neto subisse à tribuna para rebater as acusações feitas a Ofir Cavalcante, ex-presidente da OAB. Questionando o aparte concedido pelo presidente do STF ao advogado, Gilmar disse: “É porque eu sou ministro da Corte e o advogado é advogado”.

Ainda em setembro de 2015, durante viagem da presidenta Dilma, Gilmar disse que ficar sem presidente da República poderia até ajudar o Brasil. “A rigor, hoje, não temos presidente da República, o que, talvez, até ajude”, afirmou Mendes, alfinetando a presidente Dilma Rousseff, mas sem citá-la nominalmente.

Em outubro de 2015, antes mesmo de se completar um ano da eleição presidencial, Gilmar, como presidente do STF, abriu ação em que o PSDB pleiteia a cassação dos mandatos da presidenta Dilma Rousseff e do vice-presidente Michel Temer. E não se furtou, em dezembro, de dizer que Temer seria um bom presidente, explorando a possibilidade de que o mandato da Dilma fosse cassado e o vice-presidente assumisse: “Não vou emitir esse juízo. Eu acredito que o Michel Temer é um grande nome para as funções que exerce. E certamente seria um bom presidente da República, mas não vou fazer esse ‘se’. Não vou fazer o juízo ‘se’ ocorrer isso. Acredito que ele é um homem dos mais qualificados que nós temos”.

Nada que venha dos governos petistas o agrada. Contra as políticas sociais dos governos petistas ele disse: “Aumentar Bolsa Família em ano eleitoral, aumentar o número de pescadores que recebem a Bolsa Defeso. Em suma, fazer este tipo de política de difícil impugnação inclusive por parte dos adversários. A Justiça Eleitoral será que estaria preparada para este tipo de debate? O que resulta disto é um déficit de R$ 50 bilhões estimado pelo TCU (Tribunal de Contas da União).”

Agora, atendendo a um pedido do PSDB, Gilmar determinou que seis órgãos de investigação apurem supostas irregularidades nos pagamentos a sete empresas que, em 2014, prestaram serviços à campanha eleitoral da presidenta Dilma Rousseff. Depois do próprio TSE ter aprovado as suas contas, mesmo com ressalvas. E ele não está sozinho porque tem o apoio do Moro.

Você acredita que haverá um julgamento imparcial?

5 Comentários

  • Infecções de germes devem ser combatidas com uma boa higienização; aconselha-se limpar a casa toda, limpar apenas um ou dois cômodos, não acaba com a infestação. Limpar um lado e deixar o outro sujo é perigoso e pode ser necessário “antibiótico” mais forte, oque não é aconselhável.

  • O Sr. Brasil esta doente, o germe da corrupção é o 1º diagnóstico, esta sendo combatido; o 2º diagnóstico é o germe da raiva, uma boa dose de antirrábica deve ser aplicada; diversos órgãos do Sr. Brasil estão contaminados e para fazer justiça vitaminas devem ser tomadas para fortifica-la, pois é a esperança do Sr. Brasil; esperamos não precisar de outros “medicamentos” que em passado recente tiveram resultados desastrosos para o Sr. Brasil. Paz e fé em Deus, melhoras Sr. Brasil.

  • E o ministro Cardoso ,cuspindo besteiras a mando do governo?
    Cidadão medíocre e parcial,dizendo que seus pares são inocentes mesmo antes das investigações. ..

Deixe um Comentário!