Notícias

FHC usou Brasif para bancar ex-amante

FHC usou Brasif para bancar ex-amante

FHC usou Brasif para bancar ex-amante – Foto: Reprodução

Em entrevista à Folha de S.Paulo, a jornalista Mirian Dutra Schimt disse que FHC utilizou a Brasif Exportações e Importações para enviar dinheiro para ela entre (2002 e 2006).

A história começa a fugir da passionalidade para entrar nos velhos vícios do tucanos.

No G1:


Jornalista diz que FHC usou empresa para bancá-la no exterior

Em entrevista ao jornal “Folha de S.Paulo”, a jornalista Miriam Dutra, que até 31 de dezembro do ano passado foi colaboradora da TV Globo por 35 anos, faz denúncias contra o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e comenta o relacionamento extraconjugal que manteve com ele entre os anos de 1985 e 1991.

Segundo Miriam disse ao jornal, a empresa Brasif Exportação e Importação, concessionária à época das lojas duty free nos aeroportos brasileiros, ajudou o ex-presidente a enviar dinheiro para ela entre 2002 e 2006.

A jornalista vive no exterior desde 1991. A transferência, segundo ela, foi feita por meio da assinatura de um contrato fictício de trabalho.

Segundo tal contrato, que a “Folha” publica, a jornalista teria de fazer análise de mercado em lojas convencionais e de duty free. Miriam admite ao jornal, porém, que jamais pisou em uma loja para trabalhar. Mesmo assim, recebia a quantia de US$ 3 mil mensais.

Miriam disse que precisou desse dinheiro quando teve uma redução salarial na TV Globo, em 2002, passando a ganhar US$ 4 mil. A jornalista diz que o dinheiro que recebia da Brasif saía do bolso do ex-presidente, que teria depositado US$ 100 mil na conta da Brasif.

Jonas Barcelos, dono da Brasif, não negou ao jornal o acerto, mas diz não se lembrar dos detalhes e pediu tempo para pesquisar.

(…)


Leia na íntegra matéria do G1.

2 Comentários

Deixe um Comentário!