Notícias

O falso moralismo de Aécio em Goiás

O falso moralismo de Aécio em Goiás

O falso moralismo de Aécio em Goiás – Foto: George Gianni/PSDB

Aécio diz que as eleições municipais serão as eleições do PSDB. No Brasil do judiciário partidário tucanos fazem e falam o que querem. Não são investigados mesmo.

O senador Aécio Neves esteve no Estado de Goiás no último sábado (27) onde se reuniu com lideranças locais e com o governador Marconi Perillo (PSDB). Aécio recebeu jornalistas e concedeu breve entrevista.

No Twitter, o tucano publicou a seguinte mensagem: “Estou em Goiânia para falar do futuro, quando o Brasil democrático sairá fortalecido das eleições municipais aqui e em todo o Brasil”. E acrescentou: “Essa será a eleição do PSDB. Será a eleição de quem combate a corrupção e o desgoverno que são as principais marcas do PT”.

Aécio Neves falando sobre combate à corrupção não soa bem. Sobretudo porque a história do 1/3 de Furnas, do recebimento de R$ 300 mil reais não ficou bem explicada. Aliás, estas informações foram soterradas pelo noticiário sobre Lula, triplex e sítio em Atibaia.

Aécio está tão livre para se apresentar como moralista nestes eventos do PSDB que até concede ao partido o favoritismo nas eleições municipais de outubro.

Foi quase que uma aposta. Ou a fé de um homem inimputável que a justiça fez questão de esquecer. Sobre Aécio jamais recaiu o peso de uma investigação.   Culpa do Janot e do Moro.

Enquanto isso o Gilmar mexe os pauzinhos no TSE para, antes de junho, entregar a faixa presidencial de Dilma ao senador de Minas. Aécio conta as horas. Por isso este discurso otimista para o PSDB. Sobre o Brasil? Tanto Aécio quanto os seus asseclas querem que o governo sangre até a última gota, como aconselhou o colunista da Folha, Kataguiri.

Talvez só assim será possível arrancar o PT do poder. Se sobrar alguma coisa depois desta cruzada desvairada.

1 Comentário

Deixe um Comentário!