Notícias

Rui Falcão: PSDB tenta vencer o PT no tapetão

Rui Falcão: PSDB tenta vencer o PT no tapetão

Rui Falcão: PSDB tenta vencer o PT no tapetão – Foto: Lula Marques/Agência PT

A sanha do PSDB pela destruição do PT é coisa que vai ao extremo do absurdo golpista. O Rui Falcão não titubeou: “Não é correto eliminar um adversário para ganhar uma disputa”.

Carlos Sampaio sabe que vitória nas urnas nem pensar. Por isso foi ao tapetão.

“Não é correto eliminar um adversário para ganhar a disputa”, diz Rui Falcão

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, voltou a acusar parte da oposição de tentar vencer o PT “no tapetão”. Ao comentar o pedido de cassação da sigla feito na semana passada pelo PSDB, o dirigente disse que é uma “tentativa fracassada”.

Leia também: O inconformado: PSDB pede cassação de registro do PT

“É um factoide sem qualquer sustentação legal. Não é correto eliminar um adversário para ganhar uma disputa”, declarou.

Para ele, essa é mais uma tentativa de levar ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a disputa que não conseguiram vencer nas eleições passadas. “É uma tentativa fracassada”, afirmou. “Talvez assim sonhando, já que não nos derrotam nas urnas, quem sabe banindo o PT a eleição fica mais fácil”, completou.

Mesmo com o encerramento das atividades do Legislativo em 2015 com importantes vitórias para o governo, o dirigente avalia que houve uma “recomposição parcial” da “conspiração” da oposição contra o governo Dilma, comandada pelo DEM e pelo PSDB, com o apoio de parte da mídia, e que ainda não foi concluída.

“Embora tenha arrefecido, a campanha pelo impeachment ainda não acabou. É preciso combatê-la e uma das maneiras de fortalecer a resistência anti-golpista é abrir uma nova etapa no debate da política econômica”, avalia.

Lava Jato

O presidente nacional do PT disse que a sigla avalia ser fundamental o prosseguimento das investigações da operação Lava Jato, da Polícia Federal. Entretanto, rechaça a força “seletiva” de alguns passos que foram dados e contra a “violação de princípios fundamentais”.

“Não podemos deixar que uma causa meritória, como é a decisão de combater a corrupção, sirva de camuflagem para os golpistas de sempre, que desde o governo de Getúlio Vargas, impunham a bandeira da corrupção, na verdade não para combate-la, mas para abrir caminho para os golpes e a destituição de governos populares”, declarou.

Deixe um Comentário!