Notícias

Lula ao Jornal Nacional: Não estamos em 1989

Lula ao Jornal Nacional: Não estamos em 1989

Lula ao Jornal Nacional: Não estamos em 1989 – Reprodução

Lula reafirma ao Jornal nacional que são levianas as acusações dos promotores de São Paulo e as suspeitas de ocultação de patrimônio.

Para quem não se lembra, foi em 1989 que a TV Globo influenciou os eleitores a favor de Collor na edição do último debate presidencial.

Collor, como se sabe, foi eleito presidente da República e a Globo só foi confessar a deliberada intenção de prejudicar o Lula alguns anos depois.

A mídia é a mesma. Capaz de manipular a informação.

Os interesses também são sempre os mesmos. E irretocáveis para a velha mídia: fazer soçobrar os governos trabalhistas e impedir que figuras como o Lula assumam o poder.

Para bom entendedor meia palavra basta. Se a mídia quer limar o Lula é porque tem medo de sua eventual candidatura em 2018.

No Facebook, a equipe do Lula destacou as distorções no JN:


JN: NÃO ESTAMOS EM 1989

“São levianas as acusações dos promotores de São Paulo e são infundadas as suspeitas de suposta ocultação de patrimônio por parte do ex-presidente Lula e seus familiares. Lula e sua esposa Marisa Letícia sempre declararam ao Imposto de Renda que ela adquiriu, em 2005, uma cota da Bancoop, paga em prestações mensais, para ter um apartamento onde hoje está o condomínio Solaris. Mas a família desistiu de adquirir o imóvel e, por isso, é totalmente falso afirmar que Lula ou sua família foram ou sejam donos de apartamento no Guarujá, seja tríplex, duplex ou quarto-e-sala.”


Deixe um Comentário!