Escavadeira

FHC mentiu para se reeleger em 1998

FHC mentiu para se reeleger em 1998

FHC mentiu para se reeleger em 1998 – Foto: Ana Araújo | Infrográfico: A. Caires

Diante de uma iminente desvalorização do Real, FHC segurou a moeda brasileira até conseguir a reeleição em 1998. Já em janeiro de 1999 a desvalorização era uma realidade.

FHC não costuma analisar seu passado quando trata de ‘aconselhar’ a presidenta Dilma a renunciar por ter mentido ao povo brasileiro somente para se eleger.

Em 1998, para se reeleger (saiba também como se deu o processo de compra de votos para a reeleição), FHC prometeu de pés juntos que o Real não se desvalorizaria. Era quase que uma promessa diante das turbulências econômicas previstas por especialistas.

Wall Street, que há muito tempo se intromete nas decisões econômicas dos governos, sobretudo na América, disse que o Brasil ‘agonizava’. Era 20 de outubro de 1998, apenas 16 dias depois da vitória de FHC nas urnas.

FHC toma posse para o segundo mandato no dia 1º de janeiro de 1999. E discursa tentando dissipar os temores do turbilhão econômico: ‘Não fui eleito para ser o gerente da crise’.

Na Folha de 14 de janeiro de 1999, os detalhes da crise monetária que provocou a queda em bolsas de valores pelo mundo inteiro.


Governo muda política cambial; mercado reage com ceticismo

(…)

O momento de intranquilidade no Brasil provocou a queda de Bolsas de Valores do mundo inteiro. Em Nova York, a baixa foi de 1,32%. Na Espanha, a Bolsa de Madri, sensível aos recentes investimentos no Brasil, desvalorizou 6,9%.

O mercado que mais sentiu a mudança no Brasil foi a de Buenos Aires, onde a Bolsa declinou mais de 10%. A desvalorização do real prejudica as exportações argentinas para o Brasil.

A reação dos empresários também foi marcada pelo ceticismo. Acredita-se que a mexida no câmbio poderá ter impacto inflacionário ao pressionar os preços dos produtos importados.

O presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, disse sobre a mudança no Real: “Espero que os problemas sejam resolvidos de maneira satisfatória. Não só para os brasileiros mas para toda a América.”


 

2 Comentários

  • Sim. Aí, pelo fato dele ter mentido, todos podem mentir para se reeleger!
    Parece que a lei funciona assim. Prende o bandido, aí o bandido diz: Mas ele também fez! Então, porque o outro também é bandido, ele não precisa mais ir preso!

    • Caro navegante, nossa intenção não é salvaguardar as ações do governo atual ou de seus dirigentes baseando-nos pelos erros dos governos anteriores, mas mostrar que o PT se tornou parecido com o PSDB; entretanto, isso não o faz ser pior, porque a maioria da população não tem conhecimentos sobre o que acontecia antes. E por que só mostrar um lado da história que é a corrupção petista? Por que dizer que a corrupção é uma jovem quando sabemos que é uma senhora? Isso concede direitos ao PT ou a qualquer outro partido de investir na ladroagem? Não. Repito: é mostrar um lado da história que ficou soterrado debaixo do tapete.

Deixe um Comentário!