Notícias

Mais uma do Cunha… Não fosse o Lewandowski

Mais uma do Cunha... Não fosse o Lewandowski

Mais uma do Cunha… Não fosse o Lewandowski – Foto: Lula Marques

No silêncio dos corredores vazios de Brasília, Eduardo Cunha tentou não empossar deputado aliado de Picciani, Átila Nunes. Ao que indica, Nunes vem para integrar base aliada do governo.

Quem pensa que existe tempo específico para as tramas de Cunha, se nega a compreender que ele não tem limites.

Tentando impedir a posse do vereador carioca Átila Nunes, alegando que ele ainda se encontrava exercendo o cargo no legislativo municipal, Cunha queria ganhar mais uma na queda de braço contra Picciani.

Não sabia que Lewandowski estava de espreita no STF e, recebendo mandado de segurança de Nunes, concedeu-lhe o direito de tomar posse como suplente, uma vez que sua licença é suficiente para que assuma o mandato de deputado.

A posse acontecerá no gabinete do Cunha.

E não fosse o Lewandowski…

No Estadão:


Aliado de Picciani toma posse na Câmara após derrota de Cunha no Supremo

Aliado do líder do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani (RJ), o vereador carioca Átila Nunes (PMDB-RJ) deve tomar posse como deputado federal nesta quarta-feira, 6. A posse foi garantida por liminar concedida pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, após o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), se negar a empossar Nunes. A vinda dele reforça o apoio à permanência de Picciani à frente da liderança do partido. Cunha confirmou nesta terça que vai ficar na Casa até a quarta para a cerimônia.

A posse de Átila Nunes como deputado foi articulada por Picciani com o apoio do comando do PMDB fluminense. O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), nomeou o deputado federal Ezequiel Teixeira (PMB-RJ) secretário de Assistência Social e Direitos Humanos do Estado, abrindo o caminho para Nunes assumir como suplente na Câmara dos Deputados. Cunha, contudo, se negou a dar posse a Átila, alegando que ele não podia ser empossado deputado, pois já exercia mandato de vereador.

O parlamentar fluminense, então, entrou com mandado de segurança no Supremo, alegando que já tinha se licenciado do mandato de vereador para assumir como deputado federal. Em sua decisão, Lewandowski sustentou que, como Átila Nunes assumirá apenas como suplente de deputado, a licença do cargo de vereador é suficiente para garantir sua posse na Câmara. Segundo a Mesa Diretora da Casa, a posse deve ocorrer nesta quarta-feira, 6, em cerimônia no gabinete de Cunha.

(…)


2 Comentários

  • Putzzz! Essa Cobra Peçonhenta ainda continua solta e picando! Não morre nunca? Só esmagando-lhe a cabeça e enterrando imersa em Sal, num Caixão de Aço. e com a tampa bem soldada! Esta Praga tem pacto com o CAPETA e seus Demônios! Por quê que não foi engaiolado hein D’JAnô? Os outros foram na recem criada “Presunção de Culpa” por que “essezinho aí” com tantas CULPAS GFITANTES Nacionais (Telerj no meio) e Internacionais (M.P. Suiço, ..É, o bandidão da família Metralha é chique, adora curtir uma Ferrari da Jesus.com!) Ainda tá solto! Com tantas provas? Fala aí “Serjão Demorô”. Os primeiros foram presos e ainda nas “iniciais investigatórias”, ou de suposições? (ou melhor sería, SUPOSITÓRIAS?). Sim! Primeiro foram presos, para depois juntarem “provas” e depois serem condenados! Não tô querendo defender ninguém! Mas, Parece que os “Não Vem ao Caso ou o Pau que bate em Chico realmente não bate em Francisco” Somem-se a essezinho aí, outros privilegiados pela nossa Justiça, INJUSTA! “Néscio Néver, vulgo narizinho Reciclável do Leblon. O Príncipe da Privataria Tucana (o mesmo, do mensalão para reeleição), os Tucanalhas de São Paulo, os Platinados Marinhos Sonegadores Cariocas , o Reinando Kanalha do Sentado, os Sarneyntos Maranhences, os Toninhos Malvadezas “das Escadas lavadas” do Pelorinho, (já em sua terceira geração, hein? Que reinado! Tá virando dinastia hein…, hein?). É, Os Cães latem e a caravana passa, enquanto isso, o velho Casarão e a Sensala perpetuam-se! “A que horas ela chega, (mesmo) hein??? ….Chiiii…

  • Este Eduardo Cunha, se fosse do PT, já estaria na cadeia, mas como tem apoio de parte do PMDB, PSDB, DEM e outros achacadores, ainda fica cantando de galo, apesar de todas as denúncias contra ele.
    Este é o nosso “Congresso”!!!!

Deixe um Comentário!