Blog do Mailson Ramos

Conclusão da Lava Jato ou um ledo engano?

Conclusão da Lava Jato ou um ledo engano?

Conclusão da Lava Jato ou um ledo engano? – Foto: Reprodução

Brasileiros indolentes acreditam, confortados, que a Lava Jato acabou. A limpeza foi feita, não há mais o que investigar. Ora, ora, ora… E o Moro lá pretende perder seus holofotes?

Tem gente achando que a Lava Jato acabou. Agora é só limpar a sujeira, penalizar quem tem culpa no cartório e enfim desanuviar o céu tenebroso. Tem gente achando que pensar o contrário é pessimismo. Não é não.

O ano de 2015 começou assim. Não havia a perspectiva de que a operação policial adquirisse tantos desdobramentos. E adquiriu.

A mídia fornecia indícios questionáveis, a Polícia Federal investigava e isso retornava como notícia para ser publicada na mesma mídia. Um sistema retroalimentador que já não precisava mais de provas concretas. Bastava sair na Veja, Época, Estadão…

E entre provas irrefutáveis (não se deve negar que elas existam) e fatos questionáveis, a Lava Jato se arrastou durante o ano de 2015.

Não há perspectivas sobre a sua conclusão.

O que se pode esperar é que ela não interfira no novo acordo de leniência entre o governo e as empreiteiras. Um esforço para reaquecer a economia.

O brasileiro é, de maneira geral, desconhecedor das tramas políticas que se desenvolvem nas esferas de poder. E não consegue ver claramente as relações políticas estabelecidas nas instituições públicas.

Quando o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse que pau que dá em Chico, também dá em Francisco foi um modo muito subjetivo de dizer que existe imparcialidade nas decisões do MPF.

Mas onde estava o Janot quando Cunha chantageou abertamente o PT e nas diversas vezes em que ele utilizou o cargo de presidente da Câmara para obstruir o processo de cassação do seu mandato?

Leia também: Os efeitos negativos da Operação Lava Jato

O que fez o juiz Sérgio Moro ao saber de Youssef que Aécio recebia propina de Furnas?

Se houver manutenção, em 2016, das prisões espetaculosas, das delações infundadas, da inépcia do ministro da Justiça, da conivência da mídia, das medidas mediavalescas do Moro, a Lava Jato vai provocar os mesmo estragos de outrora.

Não podemos aceitar a corrupção, e muito menos aceitar que por causa da corrupção destrua-se o país. Não há aqui intenção de salvaguardar bandido. Quem roubou deve ir para a cadeia.

Mas é preciso entender e distinguir o combate à corrupção do combate às empreiteiras e a Petrobras.

Deixe um Comentário!