Opinião

PHA: Esqueçam o Temer. Ele não tem um voto

PHA: Esqueçam o Temer. Ele não tem um voto

PHA: Esqueçam o Temer. Ele não tem um voto – Foto: Gustavo Lima/ Câmara dos Deputados

Para Paulo Henrique Amorim, no Conversa Afiada, o vice-presidente Michel Temer pode até ser o capitão do golpe. Mas ele não tem um mísero voto.

O Temer, o Fernando Henrique e o Wellington Moreira Franco, Golpistas da primeira hora, exibem um traço comum: não tem um voto!

O Temer não se elege vereador em Santos, onde construiu sua riqueza política.

Ele não controla um voto dentro do PMDB.

Porque ninguém controla nada dentro do PMDB.

Nem o Temer nem o Cunha, nem o Berzoini, nem o Jaques Wagner.

O PSDB vive crise irremediável, como já se disse aqui no Conversa Afiada.

Pior é a crise do PMDB.

Mais do que nunca é um partido maculado irreversivelmente pelo Eduardo Cunha, que, em um ano de protagonismo, conseguiu revelar o que o PMDB tem de melhor!

O PMDB tem a lógica do que Cid Gomes chamou de “achacadores”.

E nessa hora de máxima exposição no PiG, o PMDB exibirá em sua secreta e explícita essência o máximo de mau caratismo.

Só que a Dilma, em todas as avaliações, tem o necessário para sepultar esse Golpinho.

O Temer é totalmente dispensável.

Ele é o capitão do Golpe e aliado de todas as horas do Cunha – como diz o Ciro.

Portanto, não há por que confiar nele.

Nem o que temer.

Não seria agora que ele teria bom caráter.

Deixe um Comentário!