Notícias

Mais uma manobra de Cunha: a enésima

Mais uma manobra de Cunha: a enésima

Mais uma manobra de Cunha: a enésima – Foto: Gustavo Lima / Câmara dos Deputados

Pelo andar da carruagem, Eduardo Cunha só será preso quando destruir o país. Ele atenta contra a democracia o tempo inteiro. Hoje foi mais uma demonstração de que ele não tem o mínimo de caráter.

Artimanhas dignas de um achacador. Eduardo Cunha se valeu de subterfúgios antidemocráticos para aprovar uma chapa anti-Dilma na comissão especial que analisará o impeachment.

A votação para escolha da chapa deveria ser aberta e não secreta.

A manobra foi questionada pelos governistas, porque este procedimento também não favorecia as lideranças que, segundo o deputado José Guimarães (PT-CE), tiveram a sua importância relativizada. Na Folha:

Oposição e Cunha aprovam chapa anti-Dilma para comissão do impeachment

(…)

A chapa oposicionista foi aprovada por 272 votos contra 199 de deputados que optaram pela composição governista, com integrantes indicados pelos principais líderes de partidos aliados a Dilma.

Com isso, caso não haja nenhuma decisão do Supremo Tribunal Federal no sentido de anular a votação (o PT falou que vai recorrer à Corte), a comissão especial que analisará o pedido de impedimento de Dilma terá pelo menos 39 de seus 65 integrantes já manifestamente favoráveis ao impeachment.

Hoje houve mais um adiamento de reunião da Comissão de Ética que pode cassar o Cunha. De adiamento em adiamento, o achacador vai cometendo as suas.

1 Comentário

  • “São 300 picaretas com anel de doutor.”
    TODOS BANDIDOS.

    Pátria Tupiniquim
    Alguém ainda acredita nesse país? Eu já perdi todas as esperanças.
    Não adianta trocar todo o Congresso, Senado, STF, STJ e o Presidente.
    Já estamos com mais de 50 parlamentares envolvidos no escândalo da Petrobrás.
    O maior problema de nosso país, que é inerente à nossa população, é a falta de ética. . Já nascemos com o espirito de “levar vantagem em tudo”. Somos mal-educados, antiéticos e não adianta votar, trocar políticos, etc. O que temos que fazer é educar nossos filhos, netos… Temos que mostrar-lhes que fomos mal -educados ao longo da história e tentar, a médio ou longo prazo, alguma mudança.
    O Brasil tem uma doença terminal e já quase sem expectativa de cura.

Deixe um Comentário!