Notícias

Cunha vai manobrar mais uma vez. Agora na CCJ

Cunha vai manobrar mais uma vez. Agora na CCJ

Cunha vai manobrar mais uma vez. Agora na CCJ – Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Ao que parece, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) tentará mais uma vez manobrar contra decisão do Conselho de Ética.

O caminho desta feita é pela CCJ da Câmara.

Aliados do Cunha tentarão cancelar a votação do parecer do relator Marco Rogério a favor da cassação do peemedebista.

Dia sim, dia também Cunha tenta manobrar para derrubar a presidenta Dilma e para escapar do processo de cassação. Utiliza seu cargo e os poderes dele atribuídos para se livrar das decisões que vão de encontro aos seus interesses.

O STF deixou para decidir sobre o afastamento do Cunha após o recesso.

Daqui até lá, há muito tempo para que o Cunha demonstre suas habilidades de manipulador de decisões. Detalhes na Agência Brasil:

CCJ julga amanhã recurso de Cunha contra decisão do Conselho de Ética

O recurso apresentado pelo deputado Carlos Marun (PMDB-MS) contra decisão do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara, que aprovou na semana passada o parecer preliminar do relator, deputado Marcos Rogério (PDT-RO), deverá ser votado amanhã (22) pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. A reunião foi marcada para as 14h30m e tem como primeiro item da pauta a apreciação do recurso.

O recurso visa cancelar a votação do parecer de Marco Rogério que foi aprovado no dia último dia 15 por 11 votos a 9. Embora deputados aliados a Cunha tentassem adiar a votação com pedido de vista do parecer, o conselho rejeitou o pedido. Isso levou o deputado Carlos Marun  a recorrer à CCJ da decisão do Conselho de Ética.

Para que o parecer seja aprovado são necessários os votos da maioria simples dos presentes na CCJ, desde que haja quórum mínimo de metade mais um dos 66 membros do colegiado, ou seja, 34 deputados. Se for aprovado, será anulada a votação do Conselho de Ética.

Deixe um Comentário!