Notícias

Oposição avança contra Eduardo Cunha

Oposição avança contra Eduardo Cunha

Oposição avança contra Eduardo Cunha – Crédito: Alex Ferreira/ Câmara dos Deputados

 

A boiada passou e somente agora a oposição consegue aderir ao #ForaCunha. As massas odientas alimentadas por ela ainda se colocam contra quem defende a queda do presidente da Câmara.

Depois de flertar com Eduardo Cunha à luz dos holofotes do Congresso – e sob as sombras dos corredores aveludados –, os partidos de oposição preparam ofensivas para expurgar a política daquele que um dia foi seu mentor estratégico. Vejam os senhores como a oposição muda de rumos com inconstância dos ventos; e a imprensa a acompanha, traçando no discurso midiático o bom-mocismo dos tucanos, democratas e afins.

No Estadão:

Partidos de oposição, agora adversários do peemedebista Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preparam uma ofensiva no Supremo Tribunal Federal para afastá-lo da presidência da Câmara dos Deputados. O PPS anunciou que vai encaminhar na terça-feira um mandado de segurança alegando que o peemedebista vem se utilizando das prerrogativas do cargo para postergar o andamento do processo contra ele no Conselho de Ética.

O movimento ganhou forças após as manobras feitas por aliados de Cunha anteontem na Câmara para evitar a leitura de um relatório desfavorável a ele no Conselho de Ética da Casa. É a primeira vez que um partido importante da oposição anuncia que recorrerá à Justiça em busca de afastar Cunha do cargo.

A ação do PPS pode ganhar o apoio do PSDB e do DEM nos próximos dias. Na próxima semana esses dois partidos se reúnem para discutir o assunto, mas, segundo o Estado apurou, a tendência é de que caminhem na mesma linha do PPS.

Para o deputado Daniel Coelho (PE), vice-líder do PSDB, a alegação de que Cunha usa o cargo em benefício próprio tornou-se algo concreto. “Até então, havia uma tese de que ele poderia usar o cargo para obstruir as investigações. Na quinta-feira, ele materializou a tese”, afirmou.

Leia também: Eduardo Cunha e aliados travam Comissão de Ética

No Conselho de Ética, colegiado onde é alvo de ação por quebra de decoro parlamentar, a medida também está sendo estudada pelo presidente José Carlos Araújo (PSD-BA). Membros do Conselho levantaram a hipótese de saída de Cunha após os aliados do peemedebistas manobrarem para adiar o início do processo por quebra de decoro parlamentar, anteontem. A ideia é que o Supremo intervenha para garantir que não haja interferência no processo legislativo e que a investigação terá seguimento.

(…)

base10

Deixe um Comentário!