Notícias

Alegação do Alckmin ao fechar escolas é frágil, diz professor

Alegação do Alckmin ao fechar escolas é frágil, diz professor

Alegação do Alckmin ao fechar escolas é frágil, diz professor – Crédito: Reprodução/Abril

 

“Outros interesses”. Assim é caracterizada a alternativa às proposições do governo Alckmin ao fechar escolas, segundo o professor Ocimar Alavarse (USP).

O principal estudo utilizado pelo governo de Geraldo Alckmin (PSDB) para justificar o fechamento de quase 100 escolas no estado de São Paulo é considerado inapropriado por especialistas em Educação.

Segundo o professor da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP), Ocimar Alavarse, o levantamento desconsidera o número de alunos por escola e o índice socioeconômico.

“Tudo indica que são outros interesses (que motivam a reorganização). Uma racionalização no sentido de se ter menos professores”, avaliou, em reportagem publicada pelo jornal “O Estado de São Paulo”, no domingo (15).

O professor aponta que Alckmin também está fechando “escolas acima da média, que têm só um ciclo”, e conclui que a “proposição da secretaria é muito frágil.”

Leia também: Alckmin é vaiado por grupo de professores

Ao ter acesso ao documento de 19 páginas, a reportagem mostra que o estudo traz apenas dados já divulgados pela secretaria de Educação no qual apontam que escolas de ciclo único, como pretendem com a aplicação do plano, têm desempenho 9,4% acima da média no Índice de Desenvolvimento da Educação de São Paulo (Idesp) e, por outro lado, as unidades com mais de um ciclo apresentam nota 1,9% abaixo da média.

Para a diretora executiva do movimento Todos pela Educação, Priscila Cruz, o estudo é inapropriado porque “colocam como única variável a escola ter ciclo único ou não, mas não outros fatores, como o tamanho da escola”.

A educadora afirmou também que “o estudo apresenta uma correlação que não existe”.

Fonte: Agência PT de Notícias

base10

1 Comentário

  • Os protestos contra a reorganização das escolas estaduais que está sendo implementadas pelo Governo de SP são atos políticos organizados pelo PT com o único objetivo de colocar a opinião pública contra o governador Geraldo Alckmin. Eles não se preocupam com a educação, só querem desgastar a imagem do governador. A mentiras espalhadas pela Apeoesp e a participação do MTST e outros movimentos ligados ao PT nesses atos é a prova disso.

Deixe um Comentário!