Blog do Mailson Ramos

Aécio, os amiguinhos e as asas de Minas Gerais

Aécio, os amiguinhos e as asas de Minas Gerais

Aécio, os amiguinhos e as asas de Minas Gerais – Crédito: George Gianni

 

Mais uma das peripécias aeronáuticas de Aécio Neves é desvendada. Agora ele posou de bom amigo e cedeu aeronaves oficiais do estado mineiro para os amiguinhos famosos passearem.

Aécio Neves utilizou aeronaves oficiais do estado de Minas Gerais para transportar amigos como Luciano Huck, Ricardo Teixeira e Cia. Governador de 2003 a 2010, o tucano solicitou 1.423 voos; desses, Aécio estava ausente de 198. Ou seja, quase duzentas viagens solicitadas pelo governador serviram para dar carona aos amigos.

Nas asas de Minas Gerais.

Quando o senador mineiro sobe à tribuna do Senado é para apontar os erros dos governos petistas; a crise moral em que o país está mergulhado, segundo ele, se deve aos desmandos do PT.

Sobre si não deixa pairar dúvida alguma: é probo, inquestionavelmente probo.

Uma notícia como esta, publicada ontem (08) pela Folha de S.Paulo, não acrescenta muito sobre que é e como se comporta o Machão do Leblon.

Que se sabe de sua irresponsabilidade administrativa em Minas, não é segredo.

Como também não é segredo que Aécio cultiva amizades no mundo estrelado dos famosos, sobretudo os famosos da TV Globo. Não à-toa as pessoas pessoas têm ligações entre si; é um circo de relações imbricadas onde vale a lei do “eu te sirvo hoje e tu me serves amanhã”.

Nenhum apoio é vão.

Ou alguém acha que a apreensão de Luciano Huck na apuração das eleições de 2014 – em plena mansão de Aécio em BH – era pura torcida de um eleitor apaixonado?

E o que falar dos jantares que o apresentador e sua esposa Angélica ofereceram ao Aécio tanto em 2010 quanto em 2014?

Leia também: Campanha de Aécio teve tesoureiro ‘de fachada’

Isso não significa que celebridades não podem exercer sua cidadania e escolher um candidato, declarar seu voto, enfim.

O que está evidente nesta situação é o apoio eleitoral de gente famosa em troca de favores de um homem público.

Ou ceder aeronaves oficiais de um estado a quem não é integrante do governo não implica em corrupção?

Ricardo Teixeira, amigo de longa data de Aécio, teria utilizado um helicóptero em três ocasiões, em viagens de BH a São Paulo e Rio de Janeiro, entre 2006 e 2009.

Segundo a Folha, Aécio teria pedido autorização para utilizar as aeronaves durante o governo de Anastasia, seu pupilo e sucessor.

Debate nacional sobre o fato? Crise ética e moral? Silêncio.

Isso tudo vai passar em brancas nuvens, como os aviões de Minas.

Afinal de contas, o que os tucanos fazem não vem ao caso e pau que dá em Chico evita falar de Francisco.

Neste país onde se criminaliza tudo, sobretudo o que vem da esquerda e do PT, o líder da direita se apresenta tal como é: bastião de uma ética caolha que somente enxerga os erros dos inimigos.

E viva a seletividade dos revoltados.

base10

1 Comentário

  • Estou cansado de comentar sobre este idiota de gravata, mas só relembrando, que possivelmente ele tendo algum envolvimento com o helicóptero, a coca+pasta base apreendidos, e perdendo as eleições presidencias posteriormente aos fatos da aeronave e a droga, e mesmo passado já um ano de sua derrota politica, ele ainda não se conformando, usando de todos os meios possiveis e impossiveis pra derrubar a presidente Dilma, e finalmente assumir a republica; suas atitudes assustam pois parece algo desesperador e uma tentativa de se salvar, atravéz do maior cargo politico da nação que é a presidencia da república, os donos daquela droga, a perderam e o dinheiro que talvez tenham pago por ela, ou mesmo com ela não acertada, é algo muito perigoso, o narcotráfico internacional não brincam em serviço.

Deixe um Comentário!