Notícias

Gilberto Carvalho: Que a Zelotes não seja um circo político

Gilberto Carvalho: Que a Zelotes não seja um circo político

Gilberto Carvalho: Que a Zelotes não seja um circo político – Crédito: Reprodução

 

O ex-ministro Gilberto Carvalho, em entrevista, disse esperar que a Operação Zelotes não sirva apenas para construir um circo político. E porque não dizer um circo midiático?

Gilberto Carvalho disse aquilo que muita gente tem vontade de falar e se amedronta diante dos julgamentos antecipados da justiça brasileira.

Na Folha:

[…]

Espero que o mesmo tratamento dado a mim se dê àqueles que são os verdadeiros alvos da Operação Zelotes, grandes empresas brasileiras, redes de comunicação no Brasil. Só espero que a Zelotes não sirva apenas para construir esse circo político.

Que circo?

Se a Operação Zelotes tiver apenas esse foco, não passará tristemente de um circo político. Agora, com relação ao presidente Lula, é muito estranho que essa sanha toda se volte contra ele e sua família. Já é o segundo filho dele alvo sem os devidos cuidados, sem uma investigação preliminar adequada, não interpretativa.

É muito importante, para o bem desse novo processo que nós estamos fazendo no Brasil de passar o país a limpo, que as autoridades ajam com responsabilidade. Porque essa irresponsabilidade acaba levando a um descrédito e fazendo com que as investigações se transformem muito mais em perseguição política do que em averiguação real.

[…]
A PF diz que só investiga desvio de verba pública federal.

Quero fazer a seguinte pergunta a esses senhores. O dinheiro que saiu das empresas públicas eram marcados, essas notas para Dilma, essas para o Aécio? Ou as empresas fazem então uma separação de que o dinheiro obtido da Petrobras vai para Dilma e o dinheiro obtido de maneira correta vai para o Aécio?

Isso é uma palhaçada. Eles não perguntam para os delatores essa questão. O alvo é só um, é o PT, é o presidente Lula. Eles querem desmoralizar o presidente Lula para depois realizarem a prisão dele e o tirarem fora de 2018, é disso que se trata. A tática está definida, está clara. É a tentativa de ir aos poucos minando o partido, a credibilidade do presidente Lula, para depois levá-lo a um processo de condenação e prisão.

[…]

base-banner22

Deixe um Comentário!