Notícias

Silvio Costa sobre Carlos Sampaio: “É muito cinismo”

Silvio Costa sobre Carlos Sampaio: “É muito cinismo”

Silvio Costa sobre Carlos Sampaio: “É muito cinismo” – Crédito: Reprodução

 

O deputado Silvio Costa criticou o tucano Carlos Sampaio, a quem chamou de cínico. Segundo Costa, Sampaio já teve suas contas reprovadas pelo TRE-SP e TSE.

O 1º vice-líder do governo na Câmara, deputado Sílvio Costa (PSC-PE), chamou de cínico o líder do PSDB na Casa, deputado Carlos Sampaio (SP), porque o tucano foi à tribuna do plenário para pregar o impeachment da presidenta Dilma Rousseff também por causa das contas de 2014 rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Ele vê descaramento em Carlos Sampaio porque garante que o tucano teve contas de campanha reprovadas pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), em 1998.

Ainda de acordo com Sílvio Costa, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou, em 2008, a decisão do TRE-SP contra Carlos Sampaio. “Veja a que ponto chegou o cinismo da oposição brasileira. O líder do PSDB, o deputado Carlos Sampaio, acaba de descer da tribuna criticando a presidente Dilma porque teve conta reprovada no TCU. Veja que cinismo do deputado Carlos Sampaio. Em 1998, o deputado Carlos Sampaio foi candidato e o TRE de São Paulo reprovou as contas de campanha do líder do PSDB, deputado Carlos Sampaio”, declarou Sílvio Costa.

“Incompetente”

O 1º vice-líder do governo acrescentou: “Em 2008, o TSE ratificou a decisão do TRE de São Paulo, do deputado Carlos Sampaio. Veja. Como é que um líder de partido de oposição, que teve as suas contas reprovadas pelo TRE e pelo TSE, tem moral e se atreve a criticar uma decisão política do TCU. Que o Brasil inteiro sabe que a decisão do TCU foi política. Isso é cinismo. É uma oposição incompetente. Uma oposição, a maioria bichada, que não tem moral para criticar o governo da presidente Dilma.”

Maior embasamento

Carlos Sampaio afirmou nesta quinta-feira, junto com o líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), que a decisão de TCU dá maior embasamento ao pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Elas argumentam que a violação da Lei de Responsabilidade Fiscal está agora comprovada por um tribunal que é órgão auxiliar do Poder Legislativo.

Fonte: Valdeci Rodrigues/Política Real

 

base-banner22

Deixe um Comentário!