Mídia Opinião

Fernando Brito: a mídia chocou o ovo da serpente

Fernando Brito: a mídia chocou o ovo da serpente

Fernando Brito: a mídia chocou o ovo da serpente – Crédito: Flavio Tavares/Jornal Hoje Em Dia

 

O ódio generalizado e a intolerância política tem gerado monstros. O ovo da serpente a mídia já chocou. O que será que nascerá disso. Fernando Brito, no Tijolaço.

O que faz um grupo jogar panfletos dizendo que “petista bom é petista morto” no velório de um homem que nenhum mal lhes fez?

O que faz um homem com idade suficiente para não ser um guri babaca e uma senhora já com idade de dar educação aos netos se portarem sem o mínimo de respeito a uma cerimônia fúnebre?

São perguntas deprimentes, mas nenhuma delas pior do que a que vem a seguir.

Quem fez com que eles perdessem a vergonha de se portarem assim?

A essa pergunta, a resposta é clara: a mídia brasileira.

Qualquer canalha sabe que hoje será notícia ao produzir macabras papagaiadas como estas.

Os jornais, que perderam, mais que eles, toda a vergonha de descer abaixo da lama quando se trata de atacar Lula e o governo.

Chamam de “manifestantes”  dois ou três profanadores senis que se deslocam a um velório, deliberadamente, para fazer o que sabem que será “notícia”, embora seja apenas uma demonstração da  estupidez desumana.

Gente – se merece nome assim – sempre existiu, mas a ferocidade e a falta de escrúpulos com que se portam deve-se única e exclusivamente aos nossos meios de comunicação, que agem igual ou pior do que os desmiolados, porque acham que realmente “vale tudo” para atacar.

Qualquer aspirante a mentecapto vira objeto útil para seus propósitos políticos.

E da “descivilização”.

Que produziu uma impensável  ressurreição pública do nazismo no Brasil. Quem  ainda não viu, logo verá.

Estou velho e triste em ver, em meus país, estes pequenos seres rastejantes serem “notícia”.

E,  mesmo sendo um homem de paz,  triste também que os “modos civilizados” e o “politicamente correto” os impeçam de levar o bofetão que em outros tempos mereceriam, melhor ainda se de uma mulher, da idade deles, para que não posassem de vítimas e carregassem  no rosto o vermelho da vergonha.

base-banner22

2 Comentários

  • Meu caro Fernando Brito, contigo compartilho o sentimento nobre de reconhecer que o maior presidente de todos os tempos seja ridicularizado pela mídia fascista brasileira. Fico também triste, mas dessa vez é com a possibilidade de a sociedade não reconhecer, motivado por essa mídia, a verdadeira face de Lula. Que em 2018 possamos, deliberadamente, torná-lo presidente do Brasil.
    Abraço.

Deixe um Comentário!