Notícias

Estamos sequestrados pelo chantagista, diz Barbalho sobre Cunha

Estamos sequestrados pelo chantagista, diz Barbalho sobre Cunha

Estamos sequestrados por um chantagista, diz Barbalho sobre Cunha – Crédito: José Cruz/ Agência Brasil

 

Ele já foi chamado por vários nomes e todos se encaixaram à sua personalidade sabidamente ignóbil. Não bastam as cinco citações de investigados envolvidos na Lava Jato. A crise moral tão citada por FHC não atinge apenas o PT, ou então, como o ex-presidente explica o apoio dado por seu partido ao Cunha?

Eduardo Cunha – e porque não dizer Renan Calheiros – estrelarão nos próximos dias ‘uma dupla de chantagistas’. O PMDB pediu a bolsa da Dilma em nome da manutenção do governo. Ainda existe bitolado capaz de crer no Cunha e segurar um cartaz com os seguintes dizeres: “Somos todos Cunha”. Contra Dilma e o PT vale tudo, até mesmo apoiar um chantagista.

Até quando o Brasil vai aturar este homem a desestabilizar a ordem das instituições? Até quando ele será o chefe de facções políticas dentro do Congresso Nacional?

Abaixo matéria do Jornal do Brasil sobre o descontentamento de Randolfe Rodrigues e Jader Barbalho.

O impasse entre Câmara e Senado em torno da apreciação dos vetos da presidente Dilma Rousseff culminou em acusações contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Na tarde desta quarta-feira (30), o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), se reuniu com líderes para buscar uma alternativa à estratégia de Cunha, que obstruiu o plenário da sessão conjunta diante da recusa do presidente do Congresso de votar também o veto ao financiamento empresarial de campanha.

Na reunião a portas fechadas com Renan, Eduardo Cunha foi classificado como “chantagista” tanto por senadores peemedebistas quanto por parlamentares de outros partidos. O senador Jader Barbalho (PMDB-PA), cujo filho, Heder Barbalho, é ministro da Pesca e Aquicultura, fez coro aos protestos.

“Estamos sequestrados pelo chantagista”, disse o senador do PMDB, em referência ao fato de Cunha ter condicionado a votação dos vetos à apreciação do item sobre financiamento de campanha por empresas. O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) também se referiu ao presidente da Câmara como chantagista.

base-banner22

Deixe um Comentário!