Blog do Mailson Ramos Notícias

Aécio Neves é o incansável conspirador da República

Aécio Neves é o incansável conspirador da República

Aécio Neves é o incansável conspirador da República – Crédito: George Gianni/PSDB

 

Inconformado ainda com a derrota nas eleições presidenciais de 2014, Aécio Neves ainda engendra planos audaciosos para assumir o poder. Desde investigações no TCU e TCE até autoproclamação de poder inexistente, o senador mineiro já tentou de tudo.

O notável jornalista Maurício Dias escreveu nesta semana um artigo em que comparava Aécio Neves com Carlos Lacerda, evidenciando, entretanto, as diferenças culturais entre os dois oposicionistas; ainda segundo o colunista da CartaCapital, Aécio é um Lacerda opaco. Nos últimos dias, o tucano tem imitado o desespero do corvo. Acenou com a possibilidade de, ainda neste ano, concorrer a novas eleições presidenciais; não faz muito tempo se autoproclamou presidente da República e vez por outra se confunde entre declarações nada republicanas contra o governo ou contra a presidenta Dilma Rousseff. Ele é o que se pode chamar de perdedor apelativo: sobrevive com dificuldade à derrota de outubro passado.

Algumas figuras da oposição parecem cooperar com o governo para que o Brasil saia da crise o mais rápido possível. Mesmo os partidários do PSDB compreenderam que “por fogo no Brasil” não vai resolver o problema de ninguém. Contudo, Aécio Neves converge todas as forças contrárias ao governo e determina, semana após semana, um discurso negativo, pessimista e forçado. Porque não é possível contar as oportunidades que ele criou para derrubar a presidenta. Desde recontagem dos votos até processos no TCU e no TCE, Aécio Neves tentou de tudo; e continua tentando. Domingo ele reunirá uma massa homogênea – que em parte não o apoia, mas sustenta a ojeriza ao PT – para protestar nas ruas do país.

Leia também: Aécio usou aeronave de MG 124 vezes para passear no Rio

O mandato de senador tem sido utilizado por Aécio para dar voz ao seu desespero. Pouco se fala de sua ação como legislador ou de sua ausência constante na Casa. Nada se fala sobre suas reuniões conspiratórias com outras importantes figuras do cenário político. Notícia mesmo foi sua viagem à Venezuela, quase a criar um cisma político entre os países vizinhos; compungido pelas esposas de golpistas venezuelanos, Aécio reuniu sua trupe e partiu para encenar uma colcha de mentiras cheia de retalhos humorísticos publicada nas redes sociais. Não era possível fazer outra coisa senão rir daquela “repressão” sofrida por Aécio e Cia.

Nesta semana, o Ministério Público de Minas Gerais pediu o arquivamento das investigações sobre a construção do aeroporto de Cláudio. Segundo informações do G1, os promotores Maria Elmira Evangelina do Amaral Dick, Fernanda Karan Monteiro, Tatiana Pereira e José Carlos Fernandes Júnior concluíram que não foram constatados superfaturamento no valor da obra e nem favorecimento à família do ex-governador. Como a última e infame máxima neste país é a de que “tucano só recebe dinheiro de quermesse”, mais esta passará. O aeroporto de Cláudio foi obra e invenção de qualquer esquerdista mal-intencionado. Tudo em nome da probidade e integridade do bom Aécio Neves; já Furnas desaparecerá do mapa.

Com aquela expressão de golpista e intrujado, Aécio não engana ninguém. Enquanto seu próprio partido cria uma redoma para isolá-lo, ele ainda insiste no golpe, no impeachment, na renúncia ou no que quer que derrube a presidenta Dilma. A sua intenção é clara, embora suja. Distante das intenções partidárias, institucionais, republicanas, está o desejo quase incontido assumir o poder. Aécio pode não ter a cultura e a visão política de Carlos Lacerda, mas em matéria de jogo de bastidores, ele não tem freios. Enquanto a última possibilidade de derrubar Dilma existir, lá estará o senador de Minas Gerais engendrando uma armadilha. Até o dia em que seus próprios asseclas se cansem desta guerrinha que não leva o país a lugar nenhum.

base-banner22