Blog do Mailson Ramos

O que dirá Eduardo Cunha em rede nacional?

O que dirá Eduardo Cunha em rede nacional?

O que dirá Eduardo Cunha em rede nacional? – Crédito: Alex Ferreira/Câmara

 

Eduardo Cunha vai explorar sua mensagem em rede nacional. O que dirá aos brasileiros e o que esconderá sob sua face dissimulada?

O pronunciamento do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, em rede nacional no dia 17 próximo tem como objetivo prático expor as benfeitorias e benesses promovidas pelo peemedebista à frente da Casa do Povo. Na verdade Eduardo Cunha pretende mostrar mais do que as votações. Ele deseja mostrar ao país que Dilma não manda em nada mais. Deseja mostrar ao brasileiro que diante do esfacelamento da representatividade política ele é o ícone ainda intacto. Eduardo Cunha vai mostrar ao Brasil suas aspirações mais recônditas.

O presidente da Câmara mantém uma imagem impávida. Será assim no dia do seu pronunciamento. Nada o afeta, nem mesmo os processos que pesam sobre si no STF; não lhe abala nem mesmo o envolvimento na Operação Lava Jato. Ele é tão altivo e intangível que os deputados se tornaram bibelôs em suas mãos. Parece a mais cândida das ovelhas, mas tem faro de lobo. Em sua briga terminal com o PT, já conseguiu reduzir o espaço da base aliada na Câmara a um simples cubículo de decisões programáticas. Com ele ao redor, os inimigos não respiram.

A reunião do PMDB no Rio de Janeiro que tinha como intuito dissipar o ambiente de golpe, acabou se tornando um clube de conchavo: ainda no último sábado (11), o site Nossa Política publicou breve comentário sobre o que seria esta reunião. Poderia haver uma reorganização das forças em prol do governo, mas era preciso entender que estava na comitiva o deputado Eduardo Cunha e ele, como aqui se costuma dizer, não brinca em serviço. Pois não deu outra. Ele não vai abandonar o osso. É preciso se perguntar se neste país não existirá homem com coragem o suficiente para extirpar este homem do poder.

Ele se transformou na voz da notícia. Tudo o que diz é repercutido nos grandes veículos de comunicação. Quando alveja um partido ou uma figura política, a ressonância do ataque é assustadora. As forças mobilizadas nas redes sociais prometem um “panelaço” no momento do discurso de Eduardo Cunha. É importante, mas não é o fundamental. Este homem precisa ser enfrentado dentro de seus domínios. Por agora, ele vai aparecer na TV e no rádio, em rede nacional. Vai explorar uma mensagem e expor a imagem aos brasileiros. Ele vai evocar o nome de Deus por suas alianças políticas. E que Deus proteja o Brasil de tal sanha.

base-banner22