Notícias

Para enquadrar base, Dilma cobra ministros

Para enquadrar base, Dilma cobra ministros

Para enquadrar base, Dilma cobra ministros – Crédito: Roberto Stuckert Filho/PR

 

Segundo Temer, o objetivo da reunião era fazer “fazer a integração dos ministros com o Congresso Nacional”. A presidenta Dilma pediu a colaboração dos ministros para fortalecer as relações do governo com a base.

A presidenta Dilma Rousseff quer enquadrar a base aliada, aquela mesma base que um dia o corajoso Deputado Silvio Costa chamou de “a base do Paraguai”, a mesma que Cid Gomes, em púlpito na Câmara Federal, pediu para “largar o osso”. A presidenta quer apertar os nós de uma base que não tem feito nada para salvar este governo, o que significa não fazer nada para salvar o Brasil. Estranhamente desorganizados, os deputados da base aliada tem votado contra o governo votação após votação. E não se envergonham disso. São sujeitos desprovidos de dignidade. Não se pode servir a dois senhores e na chamada “Casa do Povo”, tem deputado servindo muito mais a Eduardo Cunha do que ao governo.

A reunião de ontem (27) com 12 ministros e o vice-presidente Michel temer serviu para expor a necessidade de manter a base coesa. Quando Renan Calheiros anunciou antecipadamente a nebulosidade do mês de agosto, se esqueceu de prever que no próximo mês os ânimos da política estarão mais acirrados do que nunca. E o segundo semestre passa a representar, para o governo, o momento da virada. Antes, porém, a presidenta e o governo ultrapassarão momentos muito difíceis. Em meio a uma crise de representatividade assombrosa, os manifestantes que agitaram as ruas nos meses de março e abril retornarão pedindo a queda da presidenta.

Michel Temer parece ter acalmado os ânimos no PMDB, ao menos neste momento. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, amenizou o clima. Mas tudo parece confluir para a retomada da agenda do impeachment tão logo os parlamentares retornarem às suas atividades em agosto. Por isso é preciso, mais do que nunca, que a presidenta da República fortaleça o diálogo com suas bases. Dilma deve dialogar é com o povo. E os ministros que se virem para orientar esta base sem dignidade.

base-banner22