Notícias

Dilma deve dialogar é com o povo

Dilma deve dialogar é com o povo

Dilma deve dialogar é com o povo – Crédito: Reprodução/Gazeta do Povo

 

Em meio a tantos factoides, a imprensa lançou um novo: Dilma e Lula estariam em busca de FHC para dialogar, conter a crise e afastar a ideia do impeachment.

Esta história de que a presidenta Dilma Rousseff está interessada em dialogar com o Fernando Henrique é pura balela. Não que o diálogo entre figuras públicas, mesmo de matizes ideológicas contrárias, seja impossível. Mas o fato é que, há bem pouco tempo, FHC mobilizou as forças de seu partido para crucificar o PT em praça midiática; ninguém por certo se esqueceu do último programa eleitoral do PSDB onde o próprio ex-presidente lançava críticas ferozes a Dilma, a Lula, ao governo e ao Partido dos Trabalhadores.

Constatou-se ali que o PSDB fazia oposição ao Brasil e não apenas aos seus adversários. A guerra ideológica instalada hoje no país é nada mais que o reflexo da política acirrada; não será FHC com seus conselhos pouco eficazes o responsável por contornar os atritos da direita reacionária que ele e seus asseclas criaram. É preciso dizer que não existe solução para os ânimos extremados senão a possibilidade de Dilma segurar as rédeas das crises política e econômica.

Parece que a imprensa se compraz com algumas manchetes. Esta de que Lula e Dilma acenaram para uma conversa com FHC é uma delas. O Instituto Lula respondeu à Folha de S. Paulo dizendo que os “relatos anônimos” só servem para aumentar “especulações”. O próprio jornal paulista insiste com outras matérias: “Lula busca FHC para discutir crise e conter impeachment”. Se ao menos o PSDB representasse uma oposição responsável ao governo, poderíamos imaginar um encontro de lideranças. Mas não é o caso.

Dilma tem que dialogar é com o povo. A presidenta da República precisa se consolidar com as bases que a elegeram. Precisa reafirmar seu programa de governo e estabelecer os limites entre as diretrizes econômicas para enfrentar a crise e a desinformação. Precisa lutar contra os efeitos catastróficos de uma tensão incessante entre os poderes da República. E como não são poucos os problemas, a imprensa engendra factoides, como este da busca exaustiva por uma conversa com FHC. Eles não se cansam.

base-banner22