Notícias

Cunha engendra polarização entre PT e PMDB

Cunha engendra polarização entre PT e PMDB

Cunha engendra polarização entre PT e PMDB – Crédito: Reprodução

 

Cunha engendra polarização entre PT e PMDB

O Deputado Eduardo Cunha não brinca em serviço. Nunca se pode duvidar de sua audácia e esperteza; enquanto alguns analistas políticos acreditam que ele não durará muito no posto de presidente da Câmara dos deputados, é bom saber que ele começa a engendrar uma nova polarização na política brasileira. No último domingo, a Folha de S. Paulo publicou um texto refletindo a condição de atrito entre PT e PMDB.

Eduardo Cunha fez questão de exaltar os ânimos indicando, via Twitter, que a parceria entre os partidos não se repetiria em 2018. E, como se fosse responsável pelo partido – como se comandasse suas ‘entranhas’ – o presidente da Câmara afirmou que se continuassem os desentendimentos, o rompimento seria antecipado.

“No momento, temos compromisso com o país e a estabilidade, mas isso não quer dizer que vamos nos submeter a humilhação do PT”, disparou o deputado pelo Twitter.

Cunha sabe ocupar o lugar de fala de um mártir; Definiu com um discurso de sofrimento as traições que o PT tem cometido com o seu partido. Consegue, sobremaneira, colocar-se em nível de superioridade diante de tantos políticos.

“O PMDB está cansado de ser agredido pelo PT constantemente e é por isso que declarei […] que essa aliança não se repetirá. Talvez tivesse sido melhor que eles aprovassem no congresso o fim da aliança. Não sei se num congresso do PMDB terão a mesma sorte”, afirmou Cunha.

Suas declarações foram feitas primeiro ao jornal ‘O Estado de S. Paulo’.

No fim de semana, a militância petista, reunida no 5º Congresso Nacional do PT gritava “fora Cunha”. No Twitter, Cunha ironizava a hostilidade da militância petista: “Quero agradecer as manifestações de hostilidade no congresso do PT. Isso é sinal que estou no caminho certo. Ficaria preocupado e se fosse aplaudido lá”.

Não nos enganemos. Se acaso Eduardo Cunha levar adiante a peleja com o PT e conseguir arrancar o seu partido do governo, a polarização politica excluirá o PSDB da briga. Convém pensar se isso já não está acontecendo. Numa provável disputa entre PT e PMDB, o que sobraria para os tucanos?

(Acompanhe as publicações do Nossa Política no Facebook. Curta aqui).