Blog do Mailson Ramos

FHC não contará ao neto sobre reeleição

FHC não contará ao neto sobre reeleição

FHC não contará ao neto sobre reeleição – Crédito: pt.org.br

 

FHC não contará ao neto sobre reeleição

Salvador-Ba – No dia em que FHC contar ao neto as falcatruas que seu partido e os aliados fizeram para comprar a reeleição à presidência do Brasil não restará dúvidas de que é um homem íntegro. Mas sabemos todos que isso jamais acontecerá. No Brasil, e especialmente na política, admitir os próprios erros representa uma cruzada pessoal, quase uma dualidade da alma. Assim, FHC, que teve um governo marcado por erros sucessivos, sobretudo por encobrimento da corrupção, porque enterrava investigações com a conivência do judiciário, aparece com a intenção de mostrar ao Brasil os erros do governo Dilma.

Os erros de Dilma são notórios, mas não é possível que o Brasil abra mão de um projeto voltado para os mais pobres. FHC mascara uma elite desejosa de se apossar do poder novamente com as mesmas propostas entreguistas de outrora. Não pensem os paneleiros que ao som de panelas Le Creuset entregaremos o país de volta aos braços do capital internacional, das forças hegemônicas e dos irresponsáveis políticos que o quebraram por três vezes. De devedores dos EUA a seus credores, passamos por um longo percurso de conquistas. Não é a crise econômica internacional, não é a crise política ou a crise de ética que vão nos vencer.

FHC não contará ao neto sobre a reeleição porque há de se envergonhar. Pagaram mesadas aos parlamentares para aprovar uma emenda que o colocaria no poder por mais quatro anos. Os tucanos por certo pensavam que se perpetuariam no poder, entregando o país dia após dia. Não fosse a eleição de Lula, a Petrobras já estaria nos braços da Chevron; não teríamos descoberto o pré-sal porque a Petrobras passava por um sucateamento tecnológico. Não havia indústria naval e, se por acaso o país descobrisse a fonte submarina de petróleo, o que faria para extraí-la? Ora, entregariam às petrolíferas estrangeiras para fazer o trabalho que hoje é da Petrobras.

Falemos a verdade: a preocupação de FHC e do PSDB é Lula. Lula é a grande pedra no sapato deles que jamais tiveram uma liderança popular. São avessos ao povo, sem carisma. Quando ele, FHC, pediu em 2014 que o PSDB tomasse um banho de povo, era carta marcada do que viria nas eleições: um Aécio mais afável, mais próximo dos pobres, mais hipócrita. Ninguém se interessa pela perspectiva sociológica do FHC do o que tem sido a crise. Ninguém está interessado em suas analises políticas que, em forma de livro, nunca vendem um exemplar. No Waldorf Astoria ele é bom. Fala mal do Brasil, bajula os americanos, diz que estamos à beira do precipício. Melhor seria para ele ficar na América. Quem sabe lá ele teria coragem de contar ao neto sobre a sua reeleição.

base-banner22