Notícias

CPI do HSBC exige lista e convida Ministro da Justiça

Ministro Cardozo é convidado a depor na CPI do HSBC

Ministro José Eduardo Cardozo – Crédito: Veja/Abril

 

CPI do HSBC exige lista e convida ministro da justiça

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do HSBC aprovou nesta quinta-feira (25) um convite para que o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, compareça à comissão para falar sobre as providências tomadas pelo governo brasileiro em relação às denúncias de que mais de 8 mil correntistas brasileiros do banco na Suíça podem ter cometido crime de evasão fiscal.

Além do ministro da Justiça, também foram aprovados convites para o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, e para o presidente do Conselho de Controle das Atividades Financeiras (Coaf), Antônio Gustavo Rodrigues. A ideia da comissão é ouvir os três e o ex-secretário da Receita, Everado Maciel, que não pôde comparecer à comissão hoje, na mesma data que ainda será marcada.

Entre os requerimentos aprovados, há ainda os convites para o diretor de Fiscalização do Banco Central, Anthero Moraes Meirelles, para o diretor do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional do Ministério da Justiça, Ricardo Andrade Saadi, e para o presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Murilo Portugal Filho. As datas ainda serão acertadas com as autoridades convidadas.

Na próxima terça-feira (31), os integrantes da CPI vão se reunir às 16h com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e com o secretário de Relações Internacionais da Procuradoria-Geral da República, Vladimir Aras, para ter informações do procedimento do Ministério Público Federal em relação a esse caso e discutir o compartilhamento de informações.

Agência Brasil

(Acompanhe as publicações do Nossa Política no Facebook. Curta aqui).

Deixe um Comentário!