NP Online » Palavras & Opiniões » Aragão: Punitivismo matou reitor da UFSC
Palavras & Opiniões

Aragão: Punitivismo matou reitor da UFSC

Aragão: Punitivismo matou reitor da UFSC
Aragão: Punitivismo matou reitor da UFSC – Foto: Pipo Quint / Agecom / UFSC
O ex-ministro da Justiça Eugênio Aragão afirmou que o reitor da UFSC, Luís Carlos Cancellier, foi vítima do ‘punitivismo’ do Estado.

Do Blog do Esmael Morais:


O ex-ministro da Justiça Eugênio Aragão afirmou que o reitor da UFSC, Luís Carlos Cancellier, foi vítima do ‘punitivismo’ do Estado.

“Mais uma vítima do punitivismo”, declarou ao Blog do Esmael.

Cancellier foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira (2), em Florianópolis, no Beiramar Shopping.

O reitor tinha sido preso em 14 de setembro pela Operação Ouvidos Moucos, que investiga supostas irregularidades na aplicação de recursos federais recebidos pela Universidade para curso de Ensino a Distância.

Na quinta-feira (28), Luís Carlos Cancellier escrevera n’O Globo artigo no qual afirmara que era um “reitor exilado”.

“No mesmo período em que fomos presos, levados ao complexo penitenciário, despidos de nossas vestes e encarcerados, paradoxalmente a universidade que comando desde maio de 2016 foi reconhecida como a sexta melhor instituição federal de ensino superior brasileira”, desabafou num trecho do artigo.


1 Comentário

Clique aqui para escrever um comentário

  • O Professor Cancellier foi mestre no seu sofrimento. Foi a primeira vítima a declarar que sua morte foi provocada por esses justiceiros da PF, MPF e JF (e mais globo e outros), que agem sem qualquer lei, fundados em suas convicções de que eles sabem onde grassa o joio. Esta morte me engrandeceu: não estou do lado dos algozes:
    – Luiz Carlos Cancellier de Olivo?!
    – Presente.