Polícia Federal tira Aécio de Furnas

Polícia Federal tira Aécio de Furnas

Polícia Federal tira Aécio de Furnas

Delegado Álex Levi Bersan de Rezende informa que não foi possível atestar que Aécio “realizou as condutas criminosas que Ihe são imputadas”.

Saiu no G1:


Em relatório enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), a Polícia Federal informou que não conseguiu recolher provas de que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) recebeu propina de contratos em Furnas.

No documento, o delegado Álex Levi Bersan de Rezende informa que, no curso da investigação, não foi possível atestar que Aécio “realizou as condutas criminosas que Ihe são imputadas”.

Em nota, o advogado de Aécio Neves, Alberto Toron, afirmou que, com o relatório final da PF, ficou “comprovada a falta de envolvimento do senador Aécio Neves com os fatos que lhe foram atribuídos”. A defesa do tucano disse ainda que aguarda a remessa do documento à Procuradoria Geral da República para que o órgão solicite o arquivamento do inquérito.

Aécio passou à condição de investigado após dois delatores da Operação Lava Jato – o doleiro Alberto Youssef e o senador cassado Delcídio do Amaral – terem dito que o tucano era beneficiário de um esquema de corrupção que desviava recursos de Furnas.

(…)


Deixe um Comentário!