NP Online » Brasil » Professor foi preso ao tentar estuprar aluna de 10 anos
Brasil Sociedade

Professor foi preso ao tentar estuprar aluna de 10 anos

Professor foi preso ao tentar estuprar aluna de 10 anos
Professor foi preso ao tentar estuprar aluna de 10 anos
A avó da criança disse que teve a iniciativa de olhar o celular da menina depois de notar uma mudança no comportamento dela e chamou a polícia quando percebeu o assédio.

Do Pragmatismo Político:


Um professor de 22 anos de Palmas (TO) foi preso em flagrante no último sábado (10) quando tentava estuprar sua aluna de 10 anos.

A avó da criança disse que teve a iniciativa de olhar o celular da menina depois de notar uma mudança no comportamento dela e chamou a polícia quando percebeu o assédio.

“Era o celular na mão o tempo todo. Eu peguei e vi as mensagens dele. Fiquei em pânico”, disse.

Nas primeiras conversas ele perguntava sobre os gostos musicais da criança e pedia para ela ‘dançar mais’ no intervalo das aulas.

Em algumas mensagens o homem pediu fotos da menina ‘à vontade’. Em uma das mensagens ele chegou a dizer que um batom deixava a garota ‘mais mulherão’.

A família informou que o professor entrou recentemente na escola. “Eu agora quero tirar ela da escola, segunda-feira é a primeira coisa que vou fazer”, disse a avó.

“Eu tinha sentido algo ruim quando eu vi a cara do sujeito, mas não quis pensar mal. Aí quando vi as mensagens tomei esse susto.”

Flagrante

A Polícia Militar informou que o suspeito havia marcado um encontro com a criança em uma praça, próximo a escola de tempo integral em que ele dava aulas. Quando a PM chegou ao local o homem estava tentando levar a criança para um matagal. Os policiais disseram que a menina foi encontrada chorando.

O delegado Hudson Guimarães disse que vai pedir à Justiça a quebra do sigilo telefônico do professor. “Além dos atos preparatórios, ele marcou um encontro com a menina em uma praça. Antes que ele conseguisse tirar a roupa da criança a polícia conseguiu fazer a detenção dele”, informou.


Escreva um comentário

Clique aqui para escrever um comentário