Moro agora define quem é e quem não é jornalista no Brasil

Moro agora define quem é e quem não é jornalista no Brasil

Moro agora define quem é e quem não é jornalista no Brasil – Foto: Inézio Machado/GES

Sérgio Moro expediu mandado de condução coercitiva para o blogueiro Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania. E define que ele não é jornalista.

No Brasil pós-golpe, Sérgio Moro define quem é e quem não é jornalista. Há muito ele tem extrapolado as suas funções de magistrado.

Desta feita, define quem se encaixa ou não nos padrões da imprensa tradicional, aquela que costuma babar sobre os seus pés, como boa sabuja.

A República de Curitiba vai eleger os seus prediletos jornalistas.

Coisa que só pode aconteceu num país que se deixou arruinar pelas decisões de um juiz de primeira instância.

De um país cuja imprensa hegemônica provoca asco.

Leia mais matérias sobre

Tudo o que está acontecendo hoje é reflexo imediato de um movimento farsesco de combate à corrupção. A maioria das decisões da Lava Jato é na verdade um pacote de influências políticas capazes de cambiar os humores da opinião pública.

A esquerda é sempre o alvo: seja político, ativista, blogueiro, simpatizante.

Ainda hoje não se sabe, por exemplo, quem colocou um grampo no mictório de Alberto Youssef. Não se sabe ou não se quer saber.

E não vamos falar dos vazamentos para Estadão, Folha, O Globo, TV Globo e boa parte da grande mídia. Esta gente vazou até mesmo conversa entre atual e ex-presidente da República.

Será que algum jornalista destes veículos será acossado como Eduardo Guimarães? Não. Porque não vem ao caso, nunca vem!

Deixe um Comentário!