Temos um ministro da Educação que diz “Haverão mudanças no ENEM”

Temos um ministro da Educação que diz “Haverão mudanças no ENEM”

Temos um ministro da Educação que diz “Haverão mudanças no ENEM” – Foto: Antônio Cruz/ ABr

Brigando com o editor, Nossa Política publica a mais recente pérola de um ministro da Educação que não sabe conjugar um verbo.

Informou Rubens Peach Bravo que Mendonça Filho disparou a seguinte frase, ao vivo, na Globonews: “Sim. Haverão mudanças”. Ele se referia às mudanças que serão propostas pelo governo para modificar o ENEM.

Entretanto, deixou escapar que é inculto, um ministro da Educação que não sabe falar corretamente o português. Rubens, o leitor, adverte: “Darcy Ribeiro deve ter se contorcido no túmulo”.

Temos um ministro da Educação que diz “Haverão mudanças no ENEM”



E para que este erro não se repita oferecemos uma breve explicação do Guia do Estudante sobre o tema:

A regra de ouro do português é a de que todo verbo deve concordar com o sujeito da frase, você já deve ter ouvido isso. O problema é: com o sentido de existir ou ocorrer, o verbo haver é considerado impessoal, ou seja, não tem sujeito (para quem ficou curioso: nas frases do começo do texto, as partes em negrito são analisadas como objeto direto). Nessas situações, o verbo fica sempre no singular (e na terceira pessoa).

Exemplo:

– Havia dez interessados (e não: Haviam dez interessados)

– Aqui houve alterações (e não: Aqui houveram alterações)

– Haverá sessões contínuas (e não: Haverão sessões contínuas)

23 Comments

Deixe um Comentário!