Notícias

Temer chama massacre em Manaus de “acidente pavoroso”

Temer chama massacre em Manaus de “acidente pavoroso”

Temer chama massacre em Manaus de “acidente pavoroso” – Foto: Beto Barata/PR

Após dois dias sem se referir ao massacre ocorrido em penitenciária do Amazonas, Michel Temer disse que foi um “acidente pavoroso”.

Do Deutche Welle:


O presidente Michel Temer afirmou nesta quinta-feira 805/01) que o massacre ocorrido no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus foi um “acidente pavoroso”. Ele disse que 800 milhões de reais, provenientes do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) serão utilizados para a construção de ao menos um presídio em cada estado do país.

Temer disse ainda que 150 milhões de reais serão usados para a instalação de bloqueadores de telefones celulares em ao menos 30% dos presídios de cada estado, e mais 200 milhões de reais serão destinados à construção de cinco penitenciárias federais. O Ministério da Justiça anunciou nesta quarta-feira que prevê a liberação de 1,8 bilhão de reais para o sistema penitenciário ainda neste semestre.

Esta foi a primeira vez que o presidente se manifestou sobre a rebelião, ocorrida entre o último domingo e segunda feira. “Quero solidarizar-me com as famílias que tiveram seus presos vitimados naquele acidente pavoroso que ocorreu no presídio de Manaus”, afirmou.

Agentes estatais sem “responsabilidade definida”

Temer disse que não houve “responsabilidade objetiva, clara e definida dos agentes estatais”, uma vez que o presídio em Manaus era privatizado. “Claro que [as autoridades] tinham de ter informações e acompanhamento. Os dados foram acompanhados pelo Ministério da Justiça desde o primeiro dia”, afirmou. Segundo o presidente, o Ministério “colocou todos dispositivos federais por conta do presídio de Manaus”.

As declarações foram dadas durante a abertura da reunião do presidente com o núcleo institucional do governo, no Palácio do Planalto, que debate questões de segurança e de defesa. O encontro contou com a presença de ministros de diversas pastas, como Justiça, Fazenda, Relações Exteriores, Defesa e do Gabinete de Segurança Institucional.

(…)


Leave a Comment