Repercussão

A polêmica campanha de trânsito do governo

A polêmica campanha de trânsito do governo

A polêmica campanha de trânsito do governo – Foto: Reprodução

A intenção era mostrar que qualquer pessoa que não respeita as leis de trânsito pode causar mortes. Mas a interpretação não ficou clara pra todos.

Saiu no JB:


Uma campanha do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil gera polêmica na internet, com o slogan “Gente boa também mata”. A propaganda da Operação Rodovida, que buscaria chamar atenção para quem dirige utilizando o celular, embriagado, com excesso de velocidade, entre outras condutas a serem evitadas, não é a primeira do governo de Michel Temer a receber críticas. Em dezembro, o Ministério do Planejamento lançou uma peça publicitária com uma imagem que se assemelhava a uma suástica, o símbolo nazista.

Diversos pessoas questionam nas redes sociais “quem entendeu a campanha?”. Uma das peças mostra uma jovem segurando um cachorro, com os dizeres: “Quem resgata animais na rua pode matar. Não use o celular ao volante. Gente boa também mata”. Outra peça diz: “O melhor aluno da sala pode matar. Querer chegar um pouco antes pode pôr tudo a perder. Gente boa também mata. Obedeça os limites de velocidade”.

O governo lançou a campanha em vídeo e também distribuiu outdoors em diversas cidades do país. O deputado federal e ambientalista Ricardo Tripoli (PSDB -SP) escreveu em sua conta no Twitter que já solicitou a retirada da publicidade das ruas. “Seguimos vigilantes!”

A polêmica campanha de trânsito do governo

Na página do Ministério dos Transportes no Facebook, a campanha dividiu opiniões e já tinha mais de 1,7 mil comentários na manhã desta terça-feira (3). “O seu amigo, que é gente boa, precisa ver isso. E você também. Mas, se você for dirigir, é melhor esperar. Porque usar o celular ao volante pode pôr tudo a perder”, escreveu o Ministério dos Transportes ao publicar o vídeo da campanha.

“Campanha do Ministério dos Transportes diz q resgatar carro que late na rua pode matar o cachorro. Ahhhhh, agora sim, entendi direitinho”, escreveu @castrofor no Twitter. “Adorei a campanha ‘Gente boa também mata’. Eu substituiria por ‘Gente de bem’ pra causar mais alvoroço”, escreveu outro perfil na rede social, @santaaamanda.

De acordo com o Ministério dos Transportes, a operação Rodovida acontecerá em duas etapas, a primeira vai até 31 de janeiro; e a segunda, de 17 de fevereiro a 5 de março de 2017 (Carnaval) em 100 trechos críticos das rodovias federais em 17 Unidades da Federação. Nestes trechos, sob administração da ANTT, será implementado o modelo de fiscalização de peso por agente remoto, ou seja, sem a presença física do agente da autoridade de trânsito no local da aferição de peso.


1 Comentário

Leave a Comment