NP Online » Blog do Mailson Ramos » Moro não pode mais esconder que é tucano
Blog do Mailson Ramos

Moro não pode mais esconder que é tucano

Moro não pode mais esconder que é tucano
Moro não pode mais esconder que é tucano – Foto: Diego Padgurschi/ Folhapress
Em algumas ocasiões especiais notou-se a disposição de Moro em se acercar de políticos do PSDB. Coisa que jamais fez com políticos de outros partidos.

O juiz Sérgio Moro não pode mais esconder a sua parcialidade. Está sempre acercado de políticos cujas acusações na Lava Jato não andam nem mesmo com reza brava.

Moro – assim como toda a força-tarefa da Lava Jato – fez questão de descartar até mesmo declarações de delatores que colocavam no centro da discussão os tucanos, também recebedores de propina no esquema de corrupção da Petrobras.

Por falar em tucanos, o prefeito eleito de São Paulo, João Doria, esteve muitas vezes ao lado de Moro em eventos da LIDE. Moro posou fotos até mesmo ao lado de Fernando Capez, aquele tucano que dá bicadas na merenda dos estudantes de São Paulo.

Moro não pode mais esconder que é tucano

A massa em verde e amarelo que foi e vai às ruas ainda para espezinhar o PT conseguiu nesta eleição eleger candidatos tucanos que vestiram o manto do puritanismo pregado pelos procuradores messiânicos, aqueles que, sem dúvidas, também rechaçaram provas contra o PSDB (veja aqui).

A parcialidade da Lava Jato agora se expõe em imagens menos discretas e com encontros nada furtivos do condutor da operação com políticos tucanos. Moro já não esconde que a sua relação com os membros do PSDB é descaradamente desconcertante. Já é não é preciso desenhar para ninguém quem são os seus verdadeiros aliados e quem são os seus principais alvos.

Isso não diminui muitas de suas decisões nem abona o PT que participou de fato dos escândalos de corrupção. O que se questiona aqui é como um juiz federal que esquartejou um partido se envolve com o seu arquirrival; como este juiz – e a força-tarefa que lhe oferece denúncias de crimes – fez de tudo para somente condenar um partido e alçar aos céus o seu principal adversário.

Ontem (06), em cerimônia dos promovida pela revista “IstoÉ”, no Citibank Hall, na zona sul de São Paulo, Moro recebeu o prêmio de “Brasileiro do Ano” e permaneceu no palco em um assento ao lado do senador Aécio Neves (PSDB-MG), com quem cochichou ao longo da solenidade.

As fotos captadas não deixam dúvida sobre esta relação promíscua entre Lava Jato e PSDB.

Moro não pode mais esconder que é tucano
Foto: Diego Padgurschi/ Folhapress

Moro foi aplaudido e relembrado em discursos de João Doria, com quem esteve presentes em vários eventos, inclusive naquele em que Doria perguntou ao juiz quando ele iria prender o Lula.

Também estava presente neste evento o usurpador Michel Temer. Moro estava rodeado de políticos e empresários, ou seja, a nova tipificação do poder no Brasil. Judiciário, empresariado e políticos conservadores blindados: parece que o objetivo da Lava Jato foi cumprido.

10 Comentários

Clique aqui para escrever um comentário

  • Cara Izabel, gostei da ferrenha defesa.
    Agora, já que defendes tão ferrenhamente e que o admira tando, adiantando que sou apartidário, mas não sou ateu politico; por que não lutas( e podes, pela aproximação que tens, pela defesa), para que ele traga à tona o caso do BANESTADO: é corrupção, esteve sob o comando dele(todo mundo sabe, parece que só alguns do Paraná é que desconhecem).
    O caso de exercer advocacia e ser defesa ao mesmo tempo, é reescrever a Constituição, ele não foi constituinte e está subordina a ela.
    Acreditarei nele sim, no tempo em que ele não usar a corda(caneta) para alterar o fiel da balança, fazer andamento dos processos de forma sistêmica, condenando e absolvendo a quem deva e reapurar os culpados do BANESTADO, condenando a quem deva.. Ai eu o admirarei.
    Por favor, diga-nos quando vai começar. Acredito que tenhas força para tal empreitada.

  • Que reportagem pobre!!! Este site é extremamente parcial e defensor das causas do ex governo. Jornalismo pobre, sem argumento, fraco e tendencioso. Lamentável! Assim como os advogados de Lula questionam por provas em seus argumentos pobres, esta reportagem não apresenta nenhuma prova da ligação do juiz mencionado com o partido em questão. Qualquer cidadão que tenha 0,001g de massa cinzenta irá concluir que o juiz se tornou famoso internacionalmente devido a operação Lava Jato por investigar o maior esquema de corrupção da história da humanidade e o maior ladrão do mundo. Óbvio que qualquer pessoa de bem que encontrar o juiz desejará ser fotografado com ele, incluindo políticos sendo corrupto ou não.