Blog do Mailson Ramos

Bolsonaro se espelha em Trump: vai que cola!

Bolsonaro se espelha em Trump: vai que cola!

Bolsonaro se espelha em Trump: vai que cola! – Foto: Paulo Uchôa/ AE

Um dos primeiros políticos brasileiros a congratular o recém-eleito presidente americano Donald Trump foi Jair Bolsonaro, um dos artífices da extrema-direita brasileira.

No Brasil de excrescências mil haveria muita surpresa se a cada dia não surgisse ao menos uma. A da vez – e que reincide o tempo inteiro, afinal de contas, é deputado federal – foi ao Recife para ser bajulado por uma meia dúzia de apolíticos alucinados.

Depois da eleição de Trump, seu ídolo internacional, Jair Bolsonaro fez aquele costumeiro show de auditório, foi carregado nos braços por alguns dos que o receberam com gritos de ordem.

Parece que Bolsonaro já se livrou do processo no Conselho de Ética. E por isso, aqueles que o receberam trataram de gritar pelo golpe de 1964, um mantra da extrema-direita que vai ganhando adeptos.

Bolsonaro faz o mesmo caminho de Donald Trump: é reacionário, misógino, xenófobo, homofóbico e contra a liberação da maconha. Encarnando o mesmo estereótipo, o que nos garante que um dia Bolsonaro não seja eleito presidente da República?

E persistindo a onda de conservadorismo, quem nos garante que amanhã a população não escolherá um filhote da ditadura para comandar o país? Basta que, por designação da elite e de setores como a mídia e o empresariado tomem parte desta ideia.

Fala-se muito na democracia americana e os americanos elegeram um sujeito que não respeita as mulheres, os imigrantes, os gays e, por certo, os negros. A diferença entre Trump e Bolsonaro é a conta bancária: os dois são agitadores de auditório, famosos pelas frases de efeito que dizem.

O recrudescimento do conservadorismo é assustador.

É como se estivéssemos regressando a 1964. Estamos no auge do golpe. Não são somente as decisões da política que assustam. Assustam as decisões do judiciário, a repressão das forças de Estado, a construção de um bloco de moralistas sem moral alguma.

E Bolsonaro navega nestes mares. A ele basta que se lhe deem um norte!

11 Comentários

Leave a Comment