O queridinho da mídia é o PSDB

O queridinho da mídia é o PSDB

O queridinho da mídia é o PSDB – Foto: Reprodução

As eleições revelaram a quem coube o prêmio final pela via crucis do PT na mídia através da Lava Jato: o queridinho da mídia é o PSDB.

O PT não paga apenas a conta da corrupção; cobra-se dele muito mais do que ter sido o partido do governo quando vieram à tona esquemas de corrupção. Também a participação do PT nestes esquemas não foi solitária.

O que compromete o partido nas eleições é justamente a cobertura seletiva da mídia e a perseguição da justiça que não se vê sobre outros partidos inteiramente envolvidos na Lava Jato.

Durante mais de dois anos houve uma caçada que tinha como foco derrubar a presidenta Dilma, destruir o PT e colocar o Lula atrás das grades. O fraco desempenho do PT nas eleições é apenas um reflexo desta caçada.

Como poderia vencer um partido que apanhou na mídia dia e noite, pelo que fez e inclusive por aquilo que se supõe?

Criou-se com isso um espaço livre para a disputa entre o PMD e o PSDB, com o natural destaque para o primeiro no número de prefeituras conquistas.  Entretanto, o PSDB é o queridinho da mídia e se consolida aqui como o grande vencedor das eleições municipais de 2016.

Entra em curso, a partir dos resultados desta eleição, o golpe dentro do golpe: o momento em que o PSDB, utilizando-se das armas que tem, derrubará Michel Temer para assumir o poder antes das eleições de 2018.

A guinada do eleitorado à direita é balela que a mídia vai pregar nos próximos dias. Muito mais do que uma guinada à direita, o que existe é uma descrença na política: vide os 32,5% de votos nulos e brancos nesta eleição. Um recorde.

Este é o reflexo da demonização da política. Não é só uma guinada à direita, existe uma descrença que não está ligada a determinado partido ou ideologia, mas ao sistema político por inteiro. Ainda que negue – pois conquistaram muitas prefeituras – os tucanos podem sentir na pele a reação do povo contra a política.

Descrito em poucas palavras, este processo de crescimento do PSDB parece algo simples. Não foi. Ele permaneceu latente nos mais alvissareiros momentos do governo Lula; ganhou ânimo quando Aécio Neves decretou que Dilma não governaria após a eleição de 2014; comandou o golpe ao incentivar o PMDB a tomar o poder; foi este processo o precursor da denúncia, paga pelos tucanos, para provar sem comprovações que Dilma tinha cometido crime de responsabilidade; é este processo de crescimento do PSDB que vai destronar o Temer sem mais delongas.

Porque o golpe – este apoiado maciçamente pela mídia hegemônica – não tem por intenção dar o poder ao PMDB, que fez parte dos governos petistas e hoje posa de virgem imaculada, mas ao queridinho PSDB.

O leitor, curioso, pode questionar: por que a mídia é tão fundamental para o PSDB? Ora, a mídia é fundamental para o PSDB porque somente ela pode proteger José Serra de uma notícia bombástica de ter recebido caixa dois da Odebrecht em contas na Suíça. Somente a mídia pode silenciar ou destruir por completo, caso assim queira.

E ser o queridinho da mídia nesta guerra é sempre vantajoso.

4 Comentários

  • A pseudo classe média, manipulada pela verdadeiros donos do dinheiro prefere acreditar nos golpistas, que nunca aceitaram o resultado da eleição de 2014! Espero que saia logo a divulgação da lista da Odebrecht, antes que aprovem a anistia aos beneficiados, que será a maior pizza da história! Com que cara vão ficar os integrantes da lava-jato?

  • Não entendo que continua a corja de ladrões no congresso, e a mídia acha que todos são inocentes e o povo burro também acham que PMDB e psdb Renan Calheiro e companhia e quadrilhas são inocentes fora temer intervenção militar

  • viva o vitorioso PSDB………
    O ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco também já havia afirmado que começou a
    receber propina, em 1997.
    Em 1996, o jornalista Paulo Francis denunciou a existência de corrupção na
    Petrobras. Na ocasião, não houve investigação. Pelo contrário: Paulo Francis
    foi alvo de um processo milionário e acabou morrendo no ano seguinte, vítima de
    um infarto.
    Viva os midiotas

Deixe um Comentário!